21:16 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Компьютерная графика с изображением зонта Хаябуса-2 на астероиде Рюгу

    Sonda japonesa já está no asteroide Ryugu para desvendar origem do Sistema Solar (FOTOS)

    © REUTERS / Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    270
    Nos siga no

    A missão espacial com uma sonda japonesa pode, em breve, trazer amostras de um asteroide para a Terra e, assim, lançar luz sobre a origem do nosso Sistema Solar.

    A sonda Hayabusa 2, da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA, na sigla em inglês) alcançou o asteroide Ryugu e pousou na superfície do corpo celeste para recolher amostras e, em seguida, trazê-las para a Terra.

    A JAXA lançou sonda ao espaço em 3 de dezembro de 2014. Está previsto que a espaçonave regresse para a Terra com exemplares da rocha do asteroide em 2020.

    • Espaçonave Hayabusa 2 vista após pouso na superfície do asteroide Ryugu
      Espaçonave Hayabusa 2 vista após pouso na superfície do asteroide Ryugu
      © REUTERS / Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
    • Animação da sonda japonesa Hayabusa 2 na superfície do asteroide Ryugu
      Animação da sonda japonesa Hayabusa 2 na superfície do asteroide Ryugu
      © REUTERS / Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
    • Superfície do asteroide Ryugu, fotografada pela sonda da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA, na sigla em inglês)
      Superfície do asteroide Ryugu, fotografada pela sonda da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA, na sigla em inglês)
      © AP Photo / Isas/Jaxa
    1 / 3
    © REUTERS / Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
    Espaçonave Hayabusa 2 vista após pouso na superfície do asteroide Ryugu

    Quanto a detalhes da missão, em 21 de setembro do ano passado, a sonda enviou dois rovers (jipes) para a superfície do asteroide, tornando-se a primeira a conseguir algo parecido.

    Entre os objetivos da missão, cujo valor é estimado em US$ 272 milhões é determinar se os elementos do espaço contribuíram para o surgimento de água e vida em nosso planeta. Segundo creem os astrônomos, esse tipo de asteroides contem materiais pristinos do Sistema Solar — uma combinação de minerais, gelo e também os elementos orgânicos capazes de interatuar entre si.

    A sonda Hayabusa 2 é equipada com diferentes instrumentos científicos, entre os quais há painéis solares, sensores, câmeras, um espectrômetro infravermelho e um sistema LIDAR (dispositivo que permite determinar a distância entre um emissor de laser e um objeto em superfície). Além do mais, possui um robô que pode captar imagens em múltiplas longitudes de onda, investigar minerais com microscópio e medir a temperatura superficial e campos magnéticos.

    Mais:

    Sonda japonesa inicia aterrissagem no asteroide Ryugu
    Sonda japonesa se prepara para bombardeio de asteroide impenetrável
    Sonda chinesa Chang'e 4 e rover lunar 'adormecem' no lado oculto da Lua
    Sonda da NASA instala 1º instrumento que estudará núcleo do Planeta Vermelho
    Tags:
    sonda, missão espacial, asteroide, descoberta, Sistema Solar, Terra, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar