19:42 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Vulcão Anak Krakatoa, Indonésia em 26 de dezembro, 2018 (imagem referencial)

    Erupção de vulcão pré-histórico na Escócia teria contribuído para mudança climática

    © AFP 2019 / STR
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    141

    Por volta de 56 milhões de anos atrás, a erupção de um vulcão pré-histórico, localizado onde hoje se situa a atual Escócia (Reino Unido), contribuiu para um drástico aquecimento global, segundo os cientistas.

    O estudo sobre essa ocorrência, realizado por uma equipe científica internacional, foi publicado pela revista científica Scientific Reports.

    Quando ocorreu o fenômeno, conhecido como Máximo Térmico do Paleoceno-Eoceno, as temperaturas da Terra aumentaram em oito graus Celsius. Contudo, hoje um possível efeito deste tipo, mesmo que seja quatro vezes mais fraco, ainda preocupa os cientistas.

    Através do estudo da composição química e estrutura das rochas encontradas nas Ilhas Hébridas Interiores, os cientistas determinaram que a erupção deu origem a uma delas, a ilha de Skye.

    Essa é a primeira vez que um evento dessa magnitude foi confirmado em território escocês, apesar de vários vulcões já terem entrado em erupção anteriormente na região do Atlântico Norte.

    A ocorrência foi comparada pelos pesquisadores com a erupção do vulcão Krakatoa na Indonésia em 1883, considerado um dos desastres mais destrutivos deste tipo na história da humanidade.

    Mais:

    Tensão geopolítica é risco urgente à luta contra o aquecimento global
    Aquecimento global pode levar a uma nova Guerra Fria, diz mídia
    Como frear o aquecimento global? Cientistas sugerem algo arriscado
    Tags:
    erupção vulcânica, mudança climática, aquecimento global, vulcão, Escócia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar