23:56 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Lua e Terra (imagem referencial)

    Panorama dos chineses: confira VÍDEO inédito do lado oculto da Lua

    © Foto : astrogalaxy1.narod.ru
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    15452

    A sonda chinesa Chang'e 4, que pousou no lado oculto da Lua no início de janeiro, enviou imagens panorâmicas da superfície do satélite natural da Terra, informa a Administração Nacional Espacial da China (CNSA) na sexta-feira (11).

    CNSA publicou uma foto de 360 graus, que foi tirada com uma câmera fixada no topo da Chang'e 4.

    A imagem foi transmitida para a Terra com a ajuda do satélite de transmissão espacial Queqiao, que em junho passado alcançou com sucesso o ponto de Lagrange L2 no lado oculto da Lua, tornando-se o primeiro satélite do mundo a operar nesta órbita.

    O satélite consegue observar o lado oculto da Lua de onde está. Graças à fotografia, em que, além da superfície da Lua, pode-se ver o rover lunar Yutu (Coelho de Jade) e partes da Chang'e 4, astrônomos chineses foram capazes de analisar preliminarmente as características da paisagem e relevo ao redor da sonda.

    O rover lunar Yutu, que passou sete dias "dormindo", despertou na noite de quinta-feira (11) pronto para prosseguir com a missão. De acordo com a CNSA, tanto a sonda lunar quanto a estação estão em condição estável, e a missão está sendo realizada como planejado.

    A sonda chinesa Chang'e 4 pousou suavemente no dia 3 de janeiro em região inexplorada da Lua, entrando, assim, para a história, e já enviou as primeiras imagens da superfície da parte oculta do satélite da Terra.

    A sonda pousou na Lua na cratera de Von Kármán, localizada na parte noroeste da maior cratera lunar conhecida como Bacia do Polo Sul-Aitken. Astrônomos chineses esperam analisar a composição mineral da superfície lunar, bem como obter novos dados sobre o manto da Lua.

    Para a missão Chang'e 4, universidades chinesas desenvolveram vários programas científicos. Há oito aparelhos na sonda, incluindo objetos desenvolvidos pela China, Alemanha, Suécia, Arábia Saudita e Holanda.

    O programa de pesquisa lunar chinês, Chang'e, chamado assim em homenagem à deusa mítica da Lua, inclui três fases: um voo ao redor do satélite da Terra, pouso na Lua e retorno para a Terra. A primeira etapa do programa já foi concluída com sucesso. Atualmente, a segunda etapa deste programa em processo.

    Mais:

    Rússia planeja instalar o maior radiotelescópio além da órbita da Lua
    China lança sonda espacial para explorar segredos da Lua (VÍDEO)
    Cientistas encontram evidências de que Lua teria sido habitada
    Tags:
    panorâmica, imagem, Chang'e-4, Departamento de Cooperação Internacional da Administração Nacional do Espaço da China (CNSA), Lua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar