17:39 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Extinta baleia da espécie Basilosaurus Isis

    Predador alfa de tempos remotos: baleia de 18 metros comia outros cetáceos (FOTOS)

    CC BY-SA 2.0 / Tim Evanson / Basilosaurus cetoides e Dorudon atrox - Smithsonian
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    120
    Nos siga no

    Um estudo liderado pela Manja Voss, investigadora do Museu de História Natural de Berlim, descreveu a extinta baleia da espécie Basilosaurus Isis que habitava nos oceanos da Terra há cerca de 35 milhões de anos e devorava outras baleias menores.

    Segundo comunicou o jornal Live Science, a criatura pré-histórica viveu na época do Eoceno, entre 34 e 38 milhões de anos atrás. Este cetáceo podia atingir 18 metros, o que é duas vezes mais em comparação com as orcas modernas, tinha um focinho longo e dentes afiados, o que fazia deste animal um dos maiores predadores da sua época.

    ​Em 2010, no Egito, foram encontrados fósseis de um representante dessa espécie assustadora, que conservava no seu estômago ossos de uma baleia menor. Os cientistas afirmaram que a Basilosaurus Isis caçava e consumia peixe e filhotes de outro cetáceo extinto, o Dorudon atrox, com cerca de cinco metros de comprimento.

    ​Os investigadores supõem que a gigantesca baleia pré-histórica não só consumia outras baleias mortas, como também as caçava. O estudo publicado na revista PLOS ONE assinalou que as marcas de mordida no crânio da vítima indicam um ataque mortal.

    De acordo com os cientistas, a equivalente moderno da Basilosaurus Isis seria a orca, que caça outros animais marinhos, inclusive baleias. Segundo Manja Voss, os fósseis encontrados no Egito sugerem que a caça de baleias por outras baleias teria começado muito cedo na evolução dessas espécies.

    Mais:

    500 indianos organizam funeral magnífico para crocodilo de 130 anos
    Ninho de cobras: 20 serpentes são removidas de casa na Índia (VÍDEO)
    Leopardo 'assassino em série' é capturado após atacar 4 pessoas na Índia
    Tags:
    monstro, comida, baleias, animal extinto, estudo, Alemanha, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar