17:31 23 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da China em frente a um prédio em Xangai

    Inovação Made in China: Pequim lidera pedidos de propriedade intelectual no mundo

    © Sputnik / Alexander Vilf
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1281

    Cerca de 3,17 milhões de pedidos de patentes globais foram feitos em 2017, o que corresponde a um aumento de quase 6% ao ano, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO).

    "A China está impulsionando o crescimento dos pedidos de patentes, marcas registradas, desenhos industriais e outros direitos de propriedade intelectual que estão no centro da economia global", afirmou.

    O relatório disse que o país asiático registrou o maior volume de aplicações para cada um desses direitos de propriedade intelectual em 2017. Inovadores e criadores dentro do país, bem como entidades estrangeiras, estavam procurando proteger e promover seu trabalho em um dos principais países que mais cresce no mundo.

    "A demanda por proteção da propriedade intelectual está aumentando mais rapidamente do que a taxa de crescimento econômico global, ilustrando que a inovação apoiada por propriedade intelectual é um componente cada vez mais crítico da concorrência e da atividade comercial", destacou o diretor-geral da WIPO, Francis Gurry.

    "Em apenas algumas décadas, a China construiu um sistema de propriedade intelectual, encorajou a inovação nacional, juntou-se às fileiras dos líderes de propriedade intelectual do mundo - e agora está impulsionando o crescimento mundial em registros", acrescentou.

    O escritório de propriedade intelectual da China recebeu o maior número de pedidos de patentes em 2017, um total recorde de 1,38 milhões, seguido pelos EUA (607.000), Japão (318.000), Coreia do Sul (205.000) e Escritório Europeu de Patentes (167.000). Esses cinco principais escritórios respondem por 84,5% do total de pedidos de patente registrados no mundo.

    A Ásia reforçou sua posição como a região com maior número de registros de patentes, com os escritórios asiáticos recebendo 65% de todos os pedidos abertos em 2017, contra 50% em 2007.

    O número de aplicações de desenhos industriais da China representa 50,6% de todos os pedidos de design industrial apresentados em todo o mundo. O número de pedidos de marcas registradas por inovadores chineses aumentou em cerca de 55%, representando 46% de todos os pedidos de marcas registrados.

    Devido ao apoio à indústria de alta tecnologia e à proteção dos direitos de propriedade intelectual, os pedidos de patentes da China no ano passado se referiam principalmente a dispositivos eletrônicos e tecnologias de computação e telecomunicações digitais.

    Mais:

    Retirada dos EUA da Síria seria um plano estratégico para prejudicar China?
    Analista: saída dos EUA da Parceria Transpacífico permite à China dominar no Pacífico
    China realiza 1° teste de operações aéreas em novo porta-avião (FOTO, VÍDEO)
    Tags:
    inovação, propriedade intelectual, ciência, tecnologia, Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO), Francis Gurry, Europa, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar