02:56 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Asteroide colidindo com a Terra (imagem ilustrativa)

    NASA: colisão com esse asteroide terrível provocará explosão extremamente poderosa

    © Fotolia / Mopic
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    202712

    Se um asteroide desse tamanho nos atingir, a colisão terá a potência de 50 megatons, equivalente à explosão da bomba de hidrogênio mais poderosa já criada.

    Um monstruoso asteroide de 213 metros de diâmetro pode vir a atingir a Terra no próximo século, causando uma explosão devastadora, de acordo com um recente alerta divulgado pela NASA, relata o Express.

    Esta rocha espacial se desloca à enorme velocidade de aproximadamente 15 quilômetros por segundo e tem o comprimento equivalente a dois Big Ben de Londres. É conhecida pelo número 2018 LF16 e foi observada pela primeira vez em 16 de junho de 2017 pelo Sistema Sentry do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, programado para rastrear possíveis riscos de impacto de asteroides.

    De acordo com os cálculos do Sentry, o mais próximo impacto deste asteroide na Terra poderia ocorrer em 8 de agosto de 2023. Outras datas seriam 3 de agosto de 2024 e 1 de agosto de 2025. Enquanto isso, no total, há 62 trajetórias do 2018 LF16 previstas até o ano 2117, em que o asteroide pode vir a atingir a Terra.

    A coisa mais arrepiante é que se um corpo desse tamanho nos atingir, a colisão terá a potência de 50 megatons, equivalente à explosão da bomba de hidrogênio soviética conhecida como Tsar Bomb, a arma nuclear mais poderosa já criada, destacou a mídia.

    No entanto, vale a pena ressaltar que, felizmente, as chances de o 2018 LF16 colidir com o nosso planeta são quase inexistentes. De fato, a percentagem exata dessa probabilidade é estimada em 0,0000033%, ou seja, um em 30 milhões, de acordo com especialistas da NASA, citados pela mídia.

    Mais:

    Finalmente em Marte: sonda da NASA capta primeiras FOTOS da superfície do Planeta Vermelho
    NASA revela novos detalhes sobre o enigmático asteroide Oumuamua (VÍDEO)
    Nova missão da NASA pretende provar que Marte era habitável
    Asteroide deixa cientistas perplexos com sua superfície incomum (FOTOS)
    Tags:
    ameaça, explosão, bomba nuclear, colisão, asteroide, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik