17:48 09 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Cidade marciana (imagem ilustrativa)

    Colonização ou contaminação de Marte? Presença humana seria uma ameaça ao Planeta Vermelho

    © Fotolia / Algol
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    340

    Marte seria o lugar mais próximo no Universo com capacidade de abrigar vida extraterrestre, mas como se já não fosse bastante os humanos destruírem a Terra, agora pretendem contaminar o Planeta Vermelho com sua tentativa de colonizá-lo.

    Porém, antes que o fato ocorra, devemos ressaltar que existe uma possibilidade real que o primeiro passo humano na superfície de Marte provavelmente levará à colisão entre a vida terrestre e a biota nativa de Marte.

    O Planeta Vermelho é considerado um lugar estéril. Se isso realmente for verdade, então a presença humana certamente não criaria um dilema moral ou ético, conforme artigo publicado pelo portal Live Science.

    Mas se houver vida em Marte, os exploradores humanos conduziriam à extinção de qualquer presença de vida na superfície do planeta.

    Especialistas sugerem que antes de enviar uma missão para explorar Marte, os cientistas deveriam planejar missões de exploração em Europa e Encélado, já que ambos apresentam os elementos necessários para abrigar biologia nativa. Dessa forma, seria possível explorar Marte sem riscos de contaminação.

    Europa é uma das maiores luas de Júpiter e Encélado é uma das maiores luas de Saturno. Os cientistas inclusive já estariam preparando uma missão de exploração para os anos 2020.

    A preocupação dos especialistas tem estado direcionada aos riscos de contaminação, já que haveria riscos de contaminação biológica em outros mundos. Esse fato não é uma novidade, em 1959 houve um debate sobre a necessidade de esterilizar o veículo espacial, procedimento que se tornou padrão nas missões da NASA para proteger os corpos de todo o Sistema Solar, incluindo Marte.

    Atualmente, Marte é alvo de sete missões ativas, além da missão InSight, que está prevista para pousar em Marte no dia 26 de novembro. A missão InSight realizará medidas da estrutura interna de Marte.

    O Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA acredita que qualquer missão transportando humanos ao Planeta Vermelho provocará inevitavelmente uma contaminação no Planeta, por isso, a presença humana é não é uma das melhores ideias, pois com certeza, seria suficiente para ameaçar qualquer vida em Marte.

    Com isso, especialistas acreditam que seria melhor utilizar robôs para detectar se Marte é habitável ou não, além de utilizar ferramentas tecnológicas para confirmar se o Planeta é estéril. Seria fundamental saber isso antes de enviar humanos à superfície de Marte.

    Mais:

    Pesquisadores russos trabalham em foguete nuclear que pode ir a Marte em breve (VÍDEO)
    Sonda da NASA se aproxima de Marte para mapear seu interior
    Promissora e 100% pronta: russa está na lista de candidatos para colonizar Marte (FOTOS)
    Tags:
    colonização, estudos, contaminação, exploração espacial, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik