11:34 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    A superfície de Marte (ilustração)

    Misteriosa nuvem branca envolve vulcão morto em Marte (FOTOS)

    CC0 / ChadoNihi
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    660

    O reaparecimento de nuvens em Marte ajudará os cientistas a medir a densidade das partículas suspensas na atmosfera marciana e prever tempestades de poeira no Planeta Vermelho.

    Astrônomos descobriram um rastro branco de vapor que se estende sobre um extenso vulcão morto na linha equatorial de Marte.

    Isto parece ser o sinal de uma erupção, mas como Marte se caracteriza por ser frio por dento, os cientistas pensam que há uma explicação para isso, já que viram antes um fenômeno semelhante, relata a Science Alert.

    • Misteriosa nuvem branca se formando por cima do vulcão Arsia Mons em Marte, 21 de setembro de 2018
      Misteriosa nuvem branca se formando por cima do vulcão Arsia Mons em Marte, 21 de setembro de 2018
      CC BY-SA 3.0 IGO / ESA/DLR/FU Berlin / Mars elongated cloud – 21 September
    • A evolução da curiosa formação de nuvens é observada pela sonda Mars Express desde 13 de setembro de 2018, aparecendo regularmente na proximidade do vulcão Arsia Mons
      A evolução da curiosa formação de nuvens é observada pela sonda Mars Express desde 13 de setembro de 2018, aparecendo regularmente na proximidade do vulcão Arsia Mons
      CC BY-SA 3.0 IGO / ESA/GCP/UPV/EHU Bilbao / Elongated cloud on Mars
    • Nesta imagem a nuvem branca, que mede 915 quilômetros, também projeta uma sombra sobre a superfície, 21 de setembro de 2018
      Nesta imagem a nuvem branca, que mede 915 quilômetros, também projeta uma sombra sobre a superfície, 21 de setembro de 2018
      CC BY-SA 3.0 IGO / ESA/CNES/CNRS/IAS / Mars elongated cloud – 17 September
    1 / 3
    CC BY-SA 3.0 IGO / ESA/DLR/FU Berlin / Mars elongated cloud – 21 September
    Misteriosa nuvem branca se formando por cima do vulcão Arsia Mons em Marte, 21 de setembro de 2018

    O rastro de vapor de 1.500 quilômetros por cima do Arsia Mons foi captado em fotografias tiradas pela sonda Mars Express em 13 de setembro.

    Apesar do vapor aparentemente estar vindo do topo do vulcão, os pesquisadores da Agência Espacial Europeia acreditam que isso seja simplesmente uma ilusão de ótica, porque não acontece uma única erupção em Marte há milhões de anos.

    Os meteorologistas denominam esse fenômeno como nuvem orográfica, vista geralmente do lado de barlavento das montanhas, quando o ar denso próximo à superfície flui para cima e se expande à medida que esfria, permitindo que a umidade se condense em partículas de poeira.

    Não faz muito tempo, nuvens de gelo de água se condensaram em Marte quando o ar repleto de umidade subiu pelo lado do vulcão. Fotos similares foram capturadas pela Mars Express em 2009, 2012 e 2015, e observar isso novamente em 2018 não é uma surpresa.

    Uma enorme tempestade de poeira cobriu parcialmente o Planeta Vermelho no início deste ano, o que aparentemente imobilizou o rover Opportunity. Esse fenômeno abriu aos cientistas uma nova percepção de como a poeira sobe e assenta em Marte, o que resultará em informações imprescindíveis para futuras missões.

    Mais:

    Promissora e 100% pronta: russa está na lista de candidatos para colonizar Marte (FOTOS)
    NASA está esperançosa que ventos de Marte 'reanimem' rover sem conexão há meses
    NASA mostra 1ª FOTO do rover desaparecido há mais de 100 dias em Marte
    Tags:
    vulcão, rover, sonda, poeira, nuvem, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik