21:18 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Artista retrata o visual de Marte que ele talvez tenha tido um bilhão de anos atrás

    Por que é impossível criar uma nova Terra em Marte com as tecnologias atuais?

    CC BY 2.0 / ESO/M. Kornmesser / Representação artística de Marte quatro bilhões de anos atrás
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2160

    O desafio científico de criar um ambiente similar ao da Terra em Marte ainda é muito distante e continuará a sê-lo até que a tecnologia e a ciência desenvolvam novos instrumentos. Por que razão, por enquanto, isso é impossível? Um dos problemas principais deriva da escassez de dióxido de carbono.

    Segundo Bruce Jakosky, da Universidade do Colorado, graças à informação recolhida pela NASA, os cientistas concluíram que "não há suficiente dióxido de carbono" para gerar um "aquecimento significativo por efeito de estufa ".

    Além disso, "a maior parte do dióxido de carbono não está acessível e não seria fácil de obter". Por conseguinte, transformar Marte para convertê-lo em um lugar habitável "não é possível com a tecnologia atual", informou a revista Nature Astronomy.

    O indispensável: criar uma atmosfera

    A preocupação dos especialistas quanto às dificuldades de criar uma atmosfera em Marte reside no fato de a pressão atmosférica no planeta ser muito baixa. Isso faz com que qualquer líquido que possa haver na superfície de Marte se evapore ou se congele.

    Portanto, se o carbono armazenado nas calotas polares fosse evaporado, seria possível duplicar a pressão atmosférica, mas esta alcançaria somente o equivalente a 1,2% da existente na Terra.

    Face a esta situação, o sonho de transformar Marte em uma nova Terra é remoto, embora Jakosky mantenha as esperanças.

    "Não é impossível, mas ainda não é tão fácil como algumas pessoas estão dizendo", opinou ele.

    A última oportunidade?

    Uma possibilidade final de criar essas condições seria depositar as reservas de carbono nas profundidades da crosta terrestre. Entretanto, não se sabe se existem reservas suficientes, e ainda que existam, não temos meios necessários para extraí-las.

    "Poderíamos fabricar gases de efeito de estufa de alta eficácia como os clorofluorocarbonetos, que aqueceriam o planeta, mas isso requer de um sistema de fabricação mais avançado, que está para além de nossa capacidade atual", explicou Jakosky. 

    O bilionário fundador da SpaceX, Elon Musk declarou, pela primeira vez, sobre a possibilidade de “terraformar” Marte em 2015, através do lançamento de bombas termonucleares sobre as calotas polares do planeta para aquecer o planeta.

    Tags:
    espaço, cientistas, colonização, Terra, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik