06:16 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Marte (ilustração)

    Cientistas identificam origem misteriosa da poeira que cobre Marte

    CC0 / Pixabay / karlfrey
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    461

    Cientistas da Universidade de Johns Hopkins identificaram a fonte das toneladas de poeira que cobrem Marte.

    Há várias semanas, na superfície do Planeta Vermelho começou uma violenta tormenta de poeira e os cientistas não podiam explicar a sua origem. Agora, um novo estudo aponta que a poeira provém de uma grande fenda vulcânica na superfície do planeta, denominada formação Medusae Fossae.

    "Marte não seria tão cheio de pó se não fosse esse enorme depósito de poeira que está se destruindo gradualmente com o tempo e basicamente contaminando o planeta", comentou Kevin Lewis, geofísico da Universidade de Johns Hopkins e coautor do estudo.

    O nível de contaminação que provém da formação é muito elevado: os cientistas calcularam que esta emite para a atmosfera de Marte cerca de três milhões de toneladas de pó, o que é o mesmo que três trilhões de quilos por ano.

    Tendo em conta as dimensões iniciais da fenda que, segundo os cálculos anteriores, eram comparáveis com metade do território continental dos EUA, os cientistas creem que a formação perdeu pó suficiente para cobrir o Planeta Vermelho com uma camada de poeira de dois a 12 metros de espessura.

    Atualmente, as medições em várias regiões do planeta indicam que Marte está coberto por uma camada de cerca de três metros de espessura.

    Mais:

    Astrônomo desvenda como 'Lua de Sangue' influenciará Terra
    Pesquisadores italianos descobrem evidências da presença de água líquida em Marte
    NASA mostra tempestade de areia do Planeta Vermelho (VÍDEO)
    Tags:
    profundeza, tormenta, ciência, vulcão, tempestade, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik