03:44 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Garrafas de vinho (foto de arquivo)

    Cientistas encontram vestígios de material nuclear de Fukushima em vinho californiano

    © AP Photo / Elaine Thompson
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    411

    Vinhos californianos produzidos nos anos seguintes ao desastre da usina nuclear de Fukushima contêm os isótopos da precipitação do acidente, informaram pesquisadores do Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica (CNRS).

    Após o incidente na usina nuclear japonesa em 2011, especialistas da Organização Mundial da Saúde já afirmavam que partículas radioativas poderiam se espalhar para alimentos e bebidas fora do Japão. Levando o alerta em consideração, pesquisadores estudaram as amostras de vinhos tintos e rosés feitos a partir das uvas colhidas entre 2009 e 2012 e encontraram traços de césio-137 (substância resultado da operação de um reator nuclear).

    Os cientistas recorreram à espectrometria gama de baixo fundo para detectar os traços, pois o vinho continha quantidades muito baixas de isótopos. Segundo a pesquisa do CNRS, a quantidade de césio nas garrafas não apresenta perigo para a saúde humana e o nível de radioatividade do vinho era menor do que a natural.

    Vários reatores da usina nuclear de Fukushima, no Japão, sofreram um colapso depois que uma enorme onda de tsunamis de 15 metros atingiu o local e derrubou os sistemas de refrigeração do local. O desastre levou a vários efeitos radioativos na atmosfera e na água. Parte da área no entorno da antiga usina permanece inabitável.

    Tags:
    vinho, acidente nuclear, radioatividade, reator nuclear, césio-137, energia nuclear, Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica (CNRS), Organização Mundial da Saúde, Estados Unidos, Califórnia, Fukushima, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik