16:05 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Logo de WhatsApp (foto referencial)

    Mudança radical que você certamente não vai curtir está esperando WhatsApp

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6541

    O mais popular aplicativo de comunicação no mundo, com mais de 1,5 milhão de usuários por mês, o WhatsApp, vai provavelmente apresentar "novidades" pouco agradáveis para seus fãs em um futuro breve, seja na plataforma Android ou iOS.

    Ao contrário das outras redes sociais, como o Facebook e o Instagram, o aplicativo WhatsApp era uma zona livre de publicidade. Porém, isso pode mudar em breve.

    Tal especulação começou nesta semana, quando o fundador da empresa, Jan Koum, deixou o Facebook. A partir daí, tem surgido um debate sobre o papel que os anúncios vão passar a desempenhar no aplicativo com a saída deste alto responsável.

    Botando ainda mais lenha no fogo, o vice-presidente para os meios de comunicação do Facebook, David Marcus, disse à CNBC que sua equipe pretende "tornar o WhatsApp mais aberto no que se trata da publicidade".

    Em opinião de analistas da área, é muito provável que logo o aplicativo realmente passe a mostrar banners com publicidade e talvez sofra mais algumas transformações.

    Algumas mídias ainda relatam que as divergências entre o Facebook (atual proprietário do WhatsApp) e Koum sobre a privacidade dos usuários e outras questões foram a razão da sua saída.

    Mais:

    Privacidade: Lei europeia faz WhatsApp adotar idade mínima para usuários
    Arquivos não morrem: WhatsApp tem nova função que traz de volta muita coisa
    Cuidado, versão 'alargada' do WhatsApp está caçando seus dados pessoais
    Tags:
    publicidade, aplicativo, Facebook, WhatsApp, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik