15:43 18 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Cintilação inexplicável da estrela KIC 8462852

    'Estrela dos ETs' volta a agir de forma estranha

    © NASA. NASA, JPL-Caltech
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    230

    A estrela misteriosa da constelação Cisne - KIC 8462852, cuja cintilação incomum aponta possível existência de uma civilização extraterrestre bem desenvolvida, esmoreceu fortemente e perdeu cerca de 5% de seu brilho durante a última semana, informa a astrônoma dos EUA Tabetha Boyajian.

    "Temos grandes notícias por hoje — durante a última semana vivemos duas bruscas reduções do brilho da KIC 8462852. No total, elas diminuíram aproximadamente 5% do brilho da estrela, o que é um indicador recorde desde os tempos em que este astro era observado pelo telescópio Kepler. Nossas conclusões foram confirmadas pelos astrônomos do projeto AAVSO", escreve Tabetha Boyajian.

    Em meados de outubro de 2015, Tabetha Boyajian, cientista da Universidade de Yale, e seus colegas comunicaram sobre flutuações incomuns do brilho da KIC 8462852, que poderiam indicar presença ao seu redor da assim chamada Esfera de Dyson, que muitos acreditam ter sido criada por uma civilização extraterrestre avançada.

    Primeiro, os cientistas supuseram que tal cintilação pudesse ser resultado de um enxame de cometas que cobria sua luminosidade dos observadores na Terra, mas, em 2016, Bradley Schaefer, cientista americano, descobriu que o brilho da KIC 8462852 foi reduzido em 0,16 de magnitude, o que pôs em dúvida a primeira teoria.

    Vários céticos tentaram negar a perda do brilho da KIC 8462852, em perspectiva curta e longa, mas depois cientistas, que trabalhavam com o telescópio Kepler, bem como especialistas russos, confirmaram que o brilho desta estrela realmente foi reduzido no passado.

    No último ano, o brilho da KIC 8462852 se reduziu de modo inexplicável ao menos duas vezes, em maio e outubro do ano passado. Durante observações destes "eclipses", os cientistas desvendaram algumas peculiaridades do astro e confirmar que em sua órbita realmente há algum objeto grande que encobre seu brilho, contudo, a versão que este objeto seja uma Esfera de Dyson foi excluída.

    Uma nova perda de brilho da "estrela de Tabby", como espera Boyajian e seus colegas, pode lhes permitir entender como mudou o espetro deste astro durante os episódios semelhantes. A análise deste fenômeno pode ajudar os cientistas a verificar se o brilho da KIC 8462852 é encoberto por uma nuvem enorme de pó, ou se este objeto tem uma natureza mais exótica.

    Mais:

    Será que modelo de universo não é o que esperávamos?
    Pesquisadores revelam que em planetas de 'estrelas mortas' pode existir vida
    NASA testa motor que impulsionará homem a Marte (VÍDEO)
    Tags:
    estrelas, constelação, universo, EUA, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik