19:33 24 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Cosmódromo flutuante Sea Launch

    Acionistas aprovam venda da base espacial flutuante Sea Launch ao grupo russo S7

    CC BY 2.0 / Daniel Ramirez / Lançador marítimo Sea Launch visto da Torre Aloha
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1131

    Acionistas da empresa russa RKK Energia ratificaram em uma reunião extraordinária a decisão de vender a base espacial flutuante Sea Launch, situada perto da Ilha do Natal no Pacífico, ao grupo empresarial russo S7 Group, segundo indica o protocolo de votação acessado pela Sputnik.

    148.098 acionistas votaram a favor da venda da Sea Launch, enquanto 30.456 votaram contra.

    "O objetivo da venda é evitar a falência do devedor [Sea Launch SA, atual proprietário da base espacial flutuante] e garantir que se realize transação de compra e venda dos ativos da base Sea Launch que pertencem ao devedor", diz-se no texto.

    Em setembro de 2016, S7 Space, filiação do grupo S7 especializada no lançamento de naves espaciais com foguetes portadores Zenit, e Sea Launch AS, empresa subsidiária da RKK Energia, assinaram contrato no México para compra da propriedade Sea Launch, que consiste na plataforma flutuante Odyssey, no navio de comando Sea Launch Commander e nas equipes terrestres instaladas no porto estadunidense de Long Beach.

    Inicialmente, esperava-se que o contrato fosse fechado em seis meses, mas posteriormente a mídia comunicou que o fechamento do acordo foi adiado para o fim do primeiro trimestre de 2018.

    Mais:

    Cosmódromo Sea Launch será adaptado para operar o foguete russo em vez do ucraniano
    Qual será o destino do cosmódromo marítimo aos olhos do magnata russo espacial?
    Tags:
    votação, venda, lançamento, foguete-portador, S7 Space, Pacífico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik