16:12 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Mark Zuckerberg, cofundador do Facebook

    Zuckerberg admite erro em escândalo envolvendo uso indevido de dados do Facebook

    © AFP 2018 / Money SHARMA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    131

    O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg disse que vai adotar medidas para evitar que desenvolvedores usem dados pessoais de usuários por meio de programas externos. Medida foi tomada em resposta ao escândalo envolvendo a Cambridge Analytica, que admitiu ter usado informações de usuários para manipular feeds durante as eleições dos EUA de 2016.

    "Temos a responsabilidade de proteger seus dados e, se não conseguirmos fazer isso, não mereceremos servir você. Eu tenho trabalhado para entender exatamente o que aconteceu e como ter certeza de que isso não aconteça novamente. Também cometemos erros, temos que fazer mais", disse Zuckerberg em um post no Facebook.

    Zuckerberg acrescentou que a maioria das ações necessárias para impedir que isso aconteça novamente já foram tomadas anos atrás.

    O Facebook enfrenta indignação pública após veículos de imprensa revelarem que a consultoria política Cambridge Analytica — que prestou serviço para a campanha de Donald Trump e para os partidários do Brexit em 2016 — tinha recebidoe manipulado informações de usuários por meio de um aplicativo criado pelo moldavo  Aleksandr Kogan.

    O Facebook suspendeu contas ligadas à Cambridge Analytica, alegando no entanto que o aplicativo de Kogan obteve legalmente dados de usuários, incluindo suas curtidas ou sua cidade. A empresa, no entanto, não era autorizada a repassar as informações a terceiros.

    Tags:
    Eleições dos EUA 2016, Brexit, Cambridge Analytica, Donald Trump, Aleksandr Kogan, Mark Zuckerberg, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik