05:03 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Homem com gravata

    Cheiro da ditadura: seu suor pode dizer muito sobre você

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 33

    Cientistas da Universidade de Estocolmo revelaram uma ligação inabitual entre a acuidade do olfato e preferências políticas das pessoas.

    Quanto maior for a reação da pessoa ao cheiro do suor ou a outras secreções humanas dos que estão ao redor, mais positivamente se relaciona com o regime autoritário e ditatorial, comunica o artigo publicado na revista científica Royal Society Open Science.

    "Não necessariamente dizemos, que tais preferências a nível biológico nunca podem ser alteradas. Os últimos testes e observações das pessoas mostram que os contatos entre os liberais e partidários do regime autoritário, muitas vezes levam ao fato de suas posições mudarem após aprenderem algo novo", declarou Jonas Olofsson da Universidade de Estocolmo (Suécia).

    Nos últimos anos, biólogos, neurofisiologistas e psicólogos encontraram um grande número de indícios de que muitas preferências sociais e pessoais estão estritamente ligadas ao funcionamento dos órgãos sensoriais e de como a evolução humana prosseguiu no passado. Por exemplo, dois anos atrás eles mostraram que as pessoas são mais propensas a confiar em líderes de pele branca durante os períodos da crise, do que em outros políticos.

    Olofsson e seus colegas fizeram mais uma revelação interessante, ao examinar a reação das pessoas ao cheiro de suor, urina e outras secreções do corpo humano. Eles chegaram à conclusão de que quanto mais forte as pessoas reagiam a cheiros desagradáveis e quanto mais medo tinham de bactérias e vírus que causam doenças, mais simpatias mostraram aos líderes políticos autoritários e a uma rígida hierarquia de poder.

    "Em tais sociedades, a probabilidade de contato entre diferentes camadas sociais diminui, o que em teoria, deve proteger seus membros da proliferação de doenças", esclarece o especialista.

    Conforme Jonas Olofsson, tal inclinação para o autoritarismo ou liberalismo pode ser biologicamente determinada e estar ligada ao fato de nossos antecessores se adaptaram à vida em grandes grupos. A brusca reação ao cheiro de suor ou fezes, poderia os proteger das epidemias e outras doenças transmissíveis.

    Como consequência, esta reação e as emoções ligadas a ela, espalharam-se a outros aspectos da vida humana, incluindo para a política, o que levou ao nascimento do conservantismo e autoritarismo. No futuro próximo, os cientistas planejam estudar minuciosamente estas reações e perceber como os cheiros podem subconscientemente obrigar uma pessoa a tratar de uma maneira negativa as outras, e revelar se é possível reprimir essa reação.

    Mais:

    Será que nova espécie humana pode aparecer na Terra no futuro próximo?
    'Faremos que seu Sol exploda amanhã': cientistas advertem sobre hackers extraterrestres
    Transporte futurista: Dubai apresenta protótipo do Hyperloop de Elon Musk (FOTOS)
    Tags:
    órgãos, autoritarismo, liberalismo, biologia, crise, Estocolmo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik