12:12 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Extraterrestre

    Investigadores russos explicam por que devemos deixar de buscar extraterrestres

    CC0 / Pixabay / 733215
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    436331

    Ao longo dos séculos, o ser humano tem resistido a pensar que está sozinho no universo. E se ele estivesse procurando o que ele não precisa de procurar? A entidade russa Roscosmos lançou um vídeo documentário no qual explicou a complexidade da busca de seres parecidos conosco.

    Até agora, todas as tentativas da raça humana de encontrar vida extraterrestre inteligente foram em vão. Não foi encontrado nem ninguém para entrar em contato nem ninguém que desse sinais de vida.

    Entretanto, o estudo de Roscosmos explica que, nos anos 70 do século passado, todo um "arsenal de cultura humana" foi enviado aos limites espaciais: cumprimentos em 55 línguas, fragmentos de obras de compositores bem conhecidos, os sons mais variados da Terra… Nada disso recebeu resposta.

    É possível que estejamos buscando de modo errado? Eis a questão sobre a qual o astrofísico russo Lev Guindilis se pergunta. Talvez a própria vida tenha formas tão variadas que não devamos procurar por alguém que se assemelhe a nós. Ou talvez não entendamos bem como funciona o Universo e os bilhões de anos de civilização humana na realidade não sejam suficientes para que o Universo nos mostre seus segredos.

    "Não nos dá tempo para nos cruzarmos com nossos pares": é esta a conclusão triste que poderemos tirar, sugere o documentário da Roscosmos.

    Vladimir Lipunov, astrofísico e professor do Instituto de Astronomia na Universidade Estatal de Moscou Lomonosov e doutor em Física e Matemática explica esse mistério pela árdua tarefa de buscar e encontrar vida extraterrestre. Ele relembra que existem 1.000 milhões de planetas que são bilhões de anos mais antigos do que a raça humana.

    "O que existe, se existe, é extremamente inimaginável e está diante de nós em bilhões de anos", acrescenta. Mas o ser humano continuará se recusando a acreditar que está sozinho. Quase todos os meses os cientistas anunciam a descoberta de planetas semelhantes à Terra, alguns deles têm água e, com toda a probabilidade, formas de vida primitivas", explica-se na pesquisa.

    Mesmo assim, a falta de qualquer resposta para as inúmeras tentativas de contato da nossa parte não nos deveria fazer crer que estamos sozinhos?

    Mais:

    'Queria voar em algo assim': pilotos dos EUA revelam como se encontraram com OVNI (VÍDEO)
    'É um avião militar russo': leitores comentam vídeo do Pentágono sobre OVNI
    OVNI misterioso é visto pairando sobre o México e o Texas
    Tags:
    espaço, OVNI, alienígena, extraterrestre, Roscosmos, universo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik