10:25 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Líquido congelado, imagem referencial

    Família americana se entrega voluntariamente ao congelamento com nitrogênio líquido

    © Fotolia / Tilialucida
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    A esposa e os três filhos do presidente da organização sem fins lucrativos Instituto de Criogenia, Dennis Kowalski, serão congelados no nitrogênio líquido após a morte.

    Os corpos dos membros da família serão transportados para o prédio principal da organização, em Michigan, onde os cientistas trocarão o sangue por anticongelante médico e colocarão os corpos em um criostato com nitrogênio líquido, informa o Daily Mirror. Kowalski espera que, no futuro, os cientistas aprendam a reanimar pessoas mortas que foram conservadas assim.

    O procedimento custa 28 mil dólares (92 mil reais). No Instituto já estão conservados 160 corpos congelados, bem como milhares de amostras de tecidos dos animais. Além disso, cerca de duas mil pessoas já pagaram pelo congelamento do seu corpo em caso de morte.

    O próprio Kowalski pagou pelo procedimento há 20 anos e agora seus familiares: mulher e três filhos; o maior tem 19 anos de idade, enquanto mais jovem tem 16 anos. Segundo Kowalski, é óbvio que os filhos nem pensam em morrer ainda, mas "tudo pode acontecer, nunca se sabe".

    Como afirma uma publicação no site do Instituto, os corpos são congelados a 196°C negativos para que a carne humana não se decomponha. Em 1973, cientistas conseguiram reconstruir o órgão de um mamífero depois de congelá-lo à temperatura citada acima.

    Mais:

    Vida após a morte: inferno ou paraíso?
    Como chegar a Marte e não morrer? Eminente cientista brasileira explica
    Tags:
    congelamento, vida, médicos, morte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar