03:03 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Aviso de Sexo en marcha

    Sobreviver ou fazer sexo? Cientistas explicam quanto nosso coração aguenta

    CC BY 2.0 / Jean Koulev / SEX
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 71
    Nos siga no

    Apesar de várias opiniões, atividade sexual raramente causa parada cardíaca ou outros problemas cardiovasculares, revelam os cientistas.

    "Paradas cardíacas são fenômenos extremamente perigosos, que frequentemente resultam em morte, no entanto conseguimos mostrar que raramente ocorrem durante atividade sexual. Possuímos provas de que as pessoas que sofrem doenças cárdicas não têm nada a temer", declarou Sumeet Chugh do Instituto do Coração de Los Angeles (EUA).

    Segundo algumas investigações, o trabalho intenso do coração durante ato sexual pode resultar na morte de pessoas que sofrem de doenças cárdicas.

    Para verificar essas teorias, Chugh e seus colegas observaram a vida e saúde de quase um milhão de pessoas durante os últimos cinco anos.

    No período da pesquisa, 4,5 mil pessoas morreram devido a inesperadas paradas cárdicas, permitindo com que os autores identificassem se há alguma ligação entre morte e sexo.

    Tal investigação mostra que a morte pode realmente ocorrer durante atividade sexual devido à parada cárdica. No total, 30 pessoas morreram por essa razão, no entanto esse número representa uma pequeniníssima parcela (0,7%) de todas as pessoas que morreram.

    Mas, por outro lado, os cientistas conseguiram determinar que a atividade sexual frequente não influencia na possibilidade de morrer.

    Assim, é possível dizer com toda certeza, acreditam especialistas, que pessoas com problemas cardíacos não precisam se preocupar na hora de fazer sexo, pelo menos se vão ou não morrer por problemas do coração.

    Mas, cuidado, pessoas do grupo de alto nível de risco de parada cardíaca devem ponderar antes de resolver praticar atos sexuais.

    Mais:

    Esporte mata interesse das mulheres pelo sexo
    Cientistas declaram: fazer sexo causa consequência irreparável à saúde
    Já foi encontrada a melhor substituição do sexo!
    Sexo em relacionamentos duradouros: ciência confirma triste realidade
    Cientistas revelam ligação intrigante entre sexo e agressividade
    Escravidão sexual já foi legalmente permitida há 4.000 anos (FOTO)
    Tags:
    ataque cardíaco, coração, experimento, investigação científica, doenças, sexo, parada, morte, Los Angeles, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar