15:23 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Frank Bainimarama, o novo presidente da COP 23, fala durante a sessão de abertura da COP23 Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas 2017, organizada por Fiji, mas realizada no Centro Mundial de Conferências de Bonn, Alemanha.

    ONU: Sem El Niño, 2017 será o ano mais quente já registrado

    © REUTERS / Wolfgang Rattay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    210

    A Organização Meteorológica Mundial, vinculada à Organização das Nações Unidas, informou que 2017 será o ano mais quente já registrado, excluindo-se aqueles em que houve impacto do fenômeno do El Niño.

    A OMM culpa as crescentes emissões de gás carbônico, a elevação do nível do mar e a acidificação dos oceanos como fatores determinantes para o recorde alcançado, já que as práticas "continuaram sem interrupção" neste ano. A temperatura média global entre janeiro e setembro deste ano ficou cerca de 0,5 ºC mais quente que a média de 1981 a 2010.

    O alerta vem na esteira da Conferência das Partes (COP) realizada em Bonn, na Alemanha. Países de todo o mundo devem aproveitar o evento de duas semanas para discutir a regulamentação do Acordo de Paris, sobretudo após a saída dos Estados Unidos dos compromissos firmados contra a mudança climática.

    A conferência foi aberta pelo primeiro-ministro de Fiji, Frank Bainimarama. A ilha no Pacífico começa a sofrer os efeitos do aquecimento global e está sendo submersa pela elevação do oceano. Em referência velada aos EUA, Bainimarama disse que é preciso cumprir os compromissos assumidos pelo Acordo de Paris integralmente, não recuar deles.

    Mais:

    FMI: conta do aquecimento global será mais salgada para países pobres
    Gigantesco iceberg é arma inesperada do aquecimento global (FOTO)
    Lado escuro do aquecimento global: parasitas exóticos surgem na Suécia
    Grande inundação: que esperar do aquecimento global?
    Cientistas descobrem por que aquecimento global resulta em catástrofes
    Tags:
    mudanças climáticas, El Niño, Acordo de Paris, Conferência das Partes 23 (COP23), ONU, Organização Meteorológica Mundial, Frank Bainimarama, Alemanha, Bonn, Oceano Pacífico, Ilhas Fiji
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar