01:22 24 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Homem e mulher

    Cientistas declaram: fazer sexo causa consequência irreparável à saúde

    © pixabay / lexstorm
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    14224

    Atividade sexual influencia no processo de envelhecimento, comprovaram cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

    O artigo foi publicado na revista Biogerontology. Segundo a Teoria do Soma Descartável, o envelhecimento pode ser resultado do compromisso entre reprodução e longevidade, que estão ligadas ao fato de que o organismo precisa gastar energia nos processos de metabolismo. Quanto mais recursos são usados para reprodução, menos energia sobra para restaurar tecidos e órgãos.

    No experimento foram utilizados 80 ratos machos de mais de dois meses da idade. Os animais foram divididos em quatro grupos, dependendo de sua época de vida: até 3, 6, 12 ou 24 meses. Em cada grupo havia dois subgrupos: ratos que se acasalavam com fêmeas e os que possuíam estilo de vida "solteira".

    Os órgãos e tecidos dos animais depois da morte foram analisados com base na quantidade de antioxidantes e nível de estresse de oxidação, expressada na concentração de formas ativas do oxigênio e traumas do DNA.

    De acordo com a pesquisa, a oxidação das células dos ratos que se acasalavam era maior do que a dos ratos solteiros. Além disso, o maior dano às células foi apresentado na atividade sexual enquanto jovens.

    Mais:

    Você nunca adivinhará qual é a principal ameaça à colonização de Marte
    Sexo em relacionamentos duradouros: ciência confirma triste realidade
    Cientistas revelam ligação intrigante entre sexo e agressividade
    Tags:
    ciência, envelhecimento, mulher, homem, sexo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar