21:33 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O mar de Barents ao entardecer na península de Rybachy, região de Murmansk, Rússia

    Profundidades misteriosas: está revelada a origem das crateras no mar de Barents

    © Sputnik / Igor Podgorny
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    170
    Nos siga no

    Geofísicos noruegueses conseguiram explicar a origem das crateras gigantes no fundo do mar de Barents, informou o Centro para Hidrato de Gás, Clima e Meio ambiente (Noruega).

    De acordo com o estudo, publicado na revista Science, muito provavelmente as grandes crateras localizadas no fundo do mar Barents se formaram em resultado da libertação súbita de metano aproximadamente 12.000 anos atrás.

    Os especialistas chegaram a tal conclusão após ter analisado cerca de 100 crateras com um diâmetro entre 300 e 1.000 metros.

    "Como o clima se tornou mais quente e a camada de gelo desapareceu, foram libertadas de súbito enormes quantidades de metano, criando grandes crateras que continuam emitindo ativamente metano", disse Karin Andreassen, professora do Centro para Hidrato de Gás, Clima e o Meio ambiente, citada pelo periódico.

    Usando vários métodos, os cientistas avaliaram quando começou a libertação de gás (cerca de 15.000-17.000 anos atrás). Quando a camada de gelo que cobria a cratera desapareceu, isso resultou em explosões de metano (cerca de 11.000-12.000 anos atrás).

    O estudo é importante para a análise do transporte de metano para a hidrosfera e atmosfera da Terra. O metano é um gás de efeito de estufa que é a maior causa das alterações climáticas.

    Mais:

    Cientistas querem uma vacina para proteger leitores de notícias falsas
    Vida extraterrestre – fantasia ou realidade? Cientistas afinal sabem a resposta
    Tags:
    metano, alterações climáticas, cratera, Mar de Barents, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar