05:34 24 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Superfície do polo norte de Encélado com um boneco de neve que acena com a mão, satélite de Saturno

    Colisão com asteroide teria mudado destino do satélite natural de Saturno

    © NASA. JPL-Caltech/Space Science Institute
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1129740

    Encélado, satélite possivelmente habitável de Saturno, sobreviveu a uma colisão catastrófica com um grande corpo celeste no passado, o que foi resultou na mudança de seu eixo de rotação para 55 graus, informa o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

    "A atividade geológica no Polo Sul do Encélado, analisado com a ajuda da sonda Cassini, não poderia ter sido iniciada por si só como resultado dos processos internos no subsolo do planeta. Opinamos que as 'faixas de tigre' estavam localizadas inicialmente mais perto da Linha do Equador e a colisão catastrófica do Encélado com asteroide poderia ter produzido e girado o eixo de rotação da lua em questão", explicou Radwan Tajeddine, pesquisador da Universidade Cornell (EUA).

    Em 2005, a sonda espacial Cassini descobriu em Encélado as correntes de corpúsculos de gelo e vapor, que são lançados no espaço a partir das crateras paralelas perto do Polo Sul, mais conhecidas como "faixas de tigre". Tal descobrimento impulsionou os cientistas da NASA a encontrar respostas sobre as fontes do gelo e vapor.

    Para entender a aparência atual do satélite de Saturno, os cientistas encarregados pela pesquisa analisaram a topografia da superfície de Encélado em busca de processos geológicos para responder à questão quanto à existência de gêiseres no seu Polo Sul.

    A análise das fotos da Cassini resultou em algo inesperado para a comunidade científica: todas as formas de relevo, descobertas pelos cientistas na superfície do Encélado, surgiram não no lugar onde se encontram hoje em dia. Em particular, as "faixas de tigre" e três depressões grandes do Encélado deveriam ter surgido nas regiões equatoriais, não nas polares. De acordo com os cálculos dos autores do artigo, tais anomalias podem ser explicadas pela teoria de que o eixo de rotação do Encélado foi mudado para 55 graus no passado distante como resultado de colisão com um grande asteroide ou com fragmentos do satélite de Saturno. Devido ao impacto profundo, Encélado enfrentou instabilidade temporária e seu eixo de rotação passou a oscilar, trocando de posição durante um longo tempo. As oscilações do eixo produziram um desenho especial na superfície do Encélado, parecido com a letra "S".

    Além disso, como opinam os cientistas, o asteroide teria "perfurado" a camada gelada do Polo Sul e causado o aparecimento de gêiseres e outros traços da atividade interna, registrados pela sonda Cassini em suas fases anteriores na órbita de Saturno. Tal teoria explica as diferenças no aspecto dos polos e causa a discussão entre os cientistas quanto à existência de vida no Encélado não apenas no momento atual, mas em um passado distante. 

    Facebook

    Procure a página Sputnik Brasil no Facebook e descubra as notícias mais importantes. Curta e compartilhe com seus amigos. Ajude-nos a contar sobre o que os outros se calam!

    Mais:

    Mistério de Saturno: NASA recebe sons extraterrestres da Cassini
    Grande Final da Cassini: missão espacial em 360°
    Tags:
    pesquisa científica, satélite, espaço, Cassini, Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), NASA, Encélado, Saturno, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik