21:01 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Desenho de um artista que mostra a sonda MAVEN perto de Marte

    Como NASA evita impactos catastróficos no espaço

    © Foto: NASA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 190860

    A sonda atmosférica MAVEN foi forçada a mudar sua órbita para evitar colisão com Fobos, uma das duas luas de Marte, informou a NASA.

    A MAVEN foi lançada da Terra rumo a Marte em novembro de 2013 para estudo de estrutura e atmosfera do Planeta Vermelho e para descobrimento de um dos seus maiores mistérios – como e quando grande parte da sua camada atmosférica, juntamente com água de oceanos, evaporou para o espaço.

    Em setembro de 2014, a sonda chegou a Marte e deu início aos estudos, inclusive realizou uma série de "mergulhos" profundos na atmosfera, captando auroras boreais na camada atmosférica superior.

    Em novembro e dezembro de 2015, a sonda se afastou um pouco dos estudos do planeta e realizou um voo a Fobos, voando em torno dele a 500 km de distância da superfície do satélite natural.

    Tudo indica que o satélite gostou da aproximação: navegadores da NASA detectaram que as órbitas dos dois vão se encontrar já na próxima segunda-feira, dia 6 de março.

    Os dois objetos devem assumir o mesmo lugar com diferença mínima de sete segundos, o que significa uma alta probabilidade de colisão entre MAVEN e Fobos.

    Ao detectar o risco, a agência realizou manobra urgente e aumentou a velocidade da sonda por vários segundos, até 0,4 metros por segundo. Este passo pequeno dado foi o suficiente para garantir a passagem pelo ponto "quente" dos dois viajantes espaciais: de 7 segundos, a manobra da NASA aumentou para 2,5 minutos, tempo suficiente para evitar impacto.

    Mais:

    China quer fazer pousar sonda em asteroide
    Tags:
    espaço, colisão, NASA, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik