09:46 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Trator russo Kirovets K744-P

    'Tanques civis': o equipamento técnico mais poderoso da Rússia

    © Foto: Fábrica de Tratores de São Petersburgo
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    104284270

    O diretor da Fábrica Kirov, que produz o melhor equipamento agrícola da Rússia, contou à Sputnik sobre o estado das coisas na empresa.

    Rússia sempre se orgulhou de seus tanques potentes, resistentes, duradouros e de grande mobilidade, que são considerados a obra-prima da engenharia da Rússia. Mas todas estas qualidades eram também características de representantes do material técnico civil – os tratores russos.

    200 anos de história

    A história da Fábrica Kirov, de que faz parte a Fábrica de Tratores de São Petersburgo, se iniciou em 1801 com a produção de ferro fundido.

    A partir de 1868, sob administração do engenheiro e empresário russo Nikolai Putilov, a fábrica metalúrgica se transforma em um complexo de construção de máquinas que produz uma grande quantidade de artigos industriais.

    A Fábrica Kirov se tornou também o primeiro produtor de tratores agrícolas no país: em 1924 foi lançada a produção do trator Fordzon-Putilovets sob licença da empresa norte-americana Ford.

    Nos anos da Segunda Guerra Mundial, a fábrica foi evacuada para a cidade de Chelyabinsk (perto dos montes Urais), onde ela se tornou parte de Tankograd (fábrica de tanques nos anos da guerra) que produzia tanques, equipamento blindado e munições para eles.

    Após a guerra, em 1962, a fábrica produziu o modelo determinante da sua história: foi produzido o primeiro protótipo do novo trator agrícola K-700.

    Ele se tornou o primeiro Kirovets.

    Uma classe inteira de equipamentos técnicos com uma base única

    A particularidade única do Kirovets não era só que este era o trator mais poderoso da União Soviética, cuja capacidade produtiva superava em três vezes a de todos os tratores existentes e usados no setor agrícola naquele período.

    A máquina se tornou requisitada por toda a indústria: com base no K-700 e suas modificações foi criada uma quantidade enorme de equipamentos para os setores agrícola, de construção e de madeireiro. A demanda pelos tratores Kirovets era extremamente forte e só em 40 anos foram produzidas mais de 450 mil unidades do trator em diferentes modificações.

    "Este trator tinha não só lavrando as vastidões da União Soviética, mas também foi utilizado nos campos dos EUA, Canadá, Austrália, Europa e Cuba. Pelo menos cinco tratores foram utilizados como rebocadores nos aeródromos da Antártida", conta à Sputnik Sergei Serebryakov, que é o diretor da Fábrica de Tratores de São Petersburgo.

    Hoje existem tratores Kirovets que trabalham na indústria petrolífera e de gás, no setor da energia elétrica, na limpeza de neve, ou seja, em qualquer domínio onde é necessária potência e solidez de equipamentos.

    Nem um passo para trás

    A atual iteração de tratores Kirovets, a série K-744R é uma máquina baseada em princípios novos que substitui gradualmente os mais antigos K-700 na indústria russa e estrangeira. Hoje em dia, a fábrica produz 8 modificações do K-744R e também 18 tipos de veículos industriais.

    "Durante os últimos três anos, nós aumentamos a produção de tratores em três vezes: de 825 em 2014 passamos para 2460 em 2016. Hoje, 65% do mercado de tratores russo é ocupado por tratores Kirovets. Há 4 anos, eles eram só 17%", adianta Serebryakov.

    Há vários pontos de sucesso

    Primeiro, durante os últimos 3 anos, a quantidade de pessoal aumentou em 2,8 vezes. Hoje, mais de 2600 pessoas estão envolvidas na produção do Kirovets. A idade média dos especialistas é de 36 anos. O salário também aumentou em 1,5 vezes.

    Um dos princípios da política de pessoal da Fábrica de Tratores de São Petersburgo consiste em apoiar os jovens especialistas. Assim, durante os últimos dois anos, a fábrica reestabeleceu ligações com dez universidades e 8 institutos técnicos, devido ao que mais de 250 estudantes passaram por estágios profissionais. Na fábrica também foi preparado um programa de formação de cursos especiais para estudar a estrutura e sistemas dos tratores Kirovets. Tais cursos já são realizados em várias universidades.

    Agora a fábrica está prestando muita atenção às pesquisas cientificas no domínio das tecnologias agrícolas, que vão contribuir para o aumento das safras e a diminuição dos custos de produção.

    Segundo, o trator é muito mais avançado que seu antecessor. "O Kirovets que estamos produzindo hoje é outro. Só neste ano, nós aplicamos mais de 300 alterações destinadas ao aumento da segurança, da vida útil e da facilidade de utilização", conta Serebryakov.

    Finalmente, está decorrendo um reequipamento em massa da produção. A linha de montagem principal foi modernizada completamente, está sendo realizada uma grande renovação dos equipamentos.

    Paralelamente, a fábrica construiu um dos serviços de assistência técnica mais poderoso da Rússia: "Estamos prontos para corrigir qualquer avaria do trator em dois dias, independentemente de que tenha acontecido", afirma Serebryakov.

    Um fator positivo para o desenvolvimento foram as medidas de apoio do Governo à produção nacional. Desde 1 de janeiro de 2013, o Governo da Rússia está atribuindo subsídios para os produtores de equipamentos agrícolas. O resultado de tal política foi o aumento da cota de equipamento russo no setor agrícola de 24% para 54%.

    ​Além disso, a resposta russa às sanções, o embargo aos produtos alimentícios, impulsionou as empresas agrícolas nacionais, aumentando assim o interesse pelos equipamentos russos.

    Perspectivas globais  

    Mas o apoio do estado é apenas uma adição à qualidade do produto. O Kirovets está explorando ativamente os mercados externos: a máquina é compatível com todos os tipos de equipamento agrícola na sua classe, enquanto o conforto da cabina e o sistema de direção correspondem aos exigentes padrões internacionais.

    Além das inovações, são mantidas vantagens "históricas" do trator russo:

    "Nós comparamos os Kirovets com um trator americano em condições reais. A nossa produtividade é maior em 13% e estamos gastando menos 10% de combustível. Se examinarmos o custo da assistência técnica e da reparação, em 5 anos de exploração intensiva do equipamento estrangeiro se gasta o preço dum Kirovets novo", informou Serebryakov.

    "O interesse pelos nossos tratores aumentou significativamente na República Tcheca e na Eslováquia. O concessionário oficial os certificou para o mercado local e realizou várias demonstrações. Como resultado, em 2016 nós enviamos 30 máquinas para a República Tcheca. Temos planos para no ano em curso desenvolver uma rede de assistência em todas as regiões em que estamos presentes, trabalhar para melhorar a qualidade e desenvolver novos tipos de equipamento. Enquanto no mundo se lavre com tratores que não são Kirovets – nós temos muito que fazer", concluiu o diretor Serebryakov.

    Não é surpreendente que hoje em dia os tratores de Kirovets regressem aos campos de países estrangeiros – do Canadá, Austrália, Polônia, França… Um grande sucesso é o Cazaquistão. Em 2016 foram fornecidos 150 tratores, em 2017 se espera o fornecimento de mais de 200 tratores Kirovets.

    Mais:

    Rússia cria carro voador tripulado
    Rússia cria aparelhos supersônicos para superar sistema de defesa antimíssil
    Tags:
    trator, produtividade agrícola, setor agrícola, tanque, desenvolvimento, fábrica, apoio, produção, história, Kirovets, Fábrica Kirov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik