18:23 23 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    693
    Nos siga no

    O Observatório Europeu do Sul (OES) se juntou ao projeto científico Breakthrough Initiative, disponibilizando o seu maior telescópio óptico VLT para busca de planetas e vida extraterreste perto do sistema estelar Alpha Centauri, revela a assessoria de imprensa do observatório.

    Anteriormente, astrônomos do OES descobriram um planeta potencialmente habitável perto da estrela mais próxima da Terra, Proxima Centauri, que possui semelhanças com a Terra. Após esse achado, o programa científico Breakthrough Listen, iniciado há dois anos, intensificou a procura de vida extraterrestre. No momento atual, o programa conta com uns dos radiotelescópios mais potentes do mundo, inclusive o FAST na China e seu "irmão menor" Aresibo em Puerto Rico.

    Em 9 de janeiro, Tim de Zeuv, diretor geral do Consórcio Astronômico Europeu, firmou acordo com o programa Breakthrough Initiatives. O acordo assegura a participação no projeto do maior telescópio óptico VLT do mundo – capaz de registrar radiação infravermelha e luz visível.

    Segundo Zeuv, a organização de Yury Milner concordou em financiar a modernização do espectrômetro VISIR, o que possibilitará o aumento de sensibilidade na faixa infravermelha e a possibilidade de detecção de planetas nas proximidades da Alpha Centauri. Encontrar planetas próximos a esta estrela é uma tarefa ainda impossível devido ao excesso de luminosidade irradiada por ela.

    Como previsto, a experiência obtida após a modernização do espectrômetro facilitará a criação do aparelho METIS, que será usado no telescópio E-ELT em construção. E-ELT é o sucessor do telescópio VLT e será responsável pela busca e coleta de imagens de planetas parecidos com a Terra.

    Mais:

    Mídia: em 2022 terráqueos poderão presenciar nascimento de nova estrela
    Astrônomos revelam estrela 'gêmea' do Sol que devorou metade de seus planetas
    Tags:
    Proxima Centauri, Alpha Centauri, telescópio, estrelas, planeta, Breakthrough Initiative, Yuri Milner, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar