01:17 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    A partir de agosto o Ministério do Trabalho vai utilizar drones no combate ao trabalho escravo no Brasil.

    Empresa brasileira cria sistema para bloqueio de drones durante os Jogos Olímpicos

    Flickr/DFShutterbug
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    421
    Nos siga no

    Durante os Jogos Olímpicos no Rio, a partir de 5 de agosto, os céus do Rio só terão aviões de carreira. A A IACIT firmou contrato com o Exército Brasileiro para o fornecimento de um sistema de contramedida eletrônica (Jammer) para bloqueio de drones.

     O equipamento, desenvolvido com tecnologia 100% nacional, será utilizado pela primeira vez pelas Forças Armadas durante as operações de defesa e segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

    Com atuação consolidada no desenvolvimento de produtos e serviços de alta tecnologia nas áreas de segurança, defesa, navegação aérea, redes integradas e meteorologia, a IACIT é a primeira empresa brasileira a desenvolver uma família completa de sistemas de contramedida eletrônica. Além do bloqueio de drones, a IACIT conta com tecnologia para bloqueio de celulares, rádios e outros sinais de radiofrequência. O sistema foi concebido em apenas 12 meses, considerado um tempo recorde.

    A sofisticada família de sistemas de contramedida eletrônica, batizada de SCE0100, pode ser operada em qualquer local para o bloqueio de diferentes sinais de RF, isso porque o sistema é embarcado em um gabinete robusto e portátil. A família possui configurações para bloqueio de drones, aplicação contra comunicação via celular e Rádios; aAplicação contra dispositivos remotos de acionamento de explosivos; e MobileBlocker: aplicação contra celular/ e rádio na configuração portátil de mão.

    Independentemente dos modelos de bloqueio (para drones, celulares, rádios ou outros), o Jammer da IACIT é composto por canais independentes, capazes de operar simultaneamente, sem a necessidade de “saltar” entre bandas. Cada canal tem a capacidade de garantir a potência máxima em cada uma das frequências usadas.

    “Na semana passada, promovemos uma demonstração da aplicabilidade do sistema, em evento realizado no Rio de Janeiro, e foi um grande sucesso, com o bloqueio simultâneo de diversos drones. Essa demonstração impressionou nossos clientes e potenciais clientes”, comemora o diretor-presidente da IACIT, Luiz Teixeira.

    Com aplicação dual, o SCE0100 da IACIT pode ser usado em diversas situações, como proteção de estabelecimentos governamentais e militares, refinarias de petróleo e gás, prisões e centros de detenção, grandes eventos, comboios e controle fronteiriço, entre outras. 

    Devido à expansão do uso de drones em diversas situações, o equipamento da IACIT surge para suprir um mercado vulnerável pela ação de bandidos, espiões e até mesmo terroristas.

    “Nosso JAMMER reúne as melhores funcionalidades e tem surpreendido pela eficácia. Devido a isso, já firmamos acordos para exportação do sistema para países como Espanha, Alemanha, Áustria e Chile e temos metas ambiciosas de ampliar nossa atuação no mercado global”, destaca Teixeira.

    Mais:

    Impeachment de Dilma não prejudicará Jogos Olímpicos no Rio, diz COI
    Prefeito do Rio detalha plano operacional para os Jogos Olímpicos
    Mais de 1 milhão de ingressos à venda para os Jogos Olímpicos Rio 2016
    Tags:
    segurança, tecnologia, terrorismo, Jogos Olímpicos, Exército Brasileiro, Forças Armadas, Comitê Olímpico Internacional, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar