09:51 17 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    141
    Nos siga no

    A agência espacial norte-americana NASA informou nesta quinta-feira (28) que o jipe-robô Curiosity escalou um dos pontos mais perigosos no topo do Monte Sharp, na cratera Gale, obtendo incríveis imagens panorâmicas que evidenciam as mudanças geológicas ocorridas em Marte no decorrer dos últimos três bilhões de anos.

    "Estamos muitos atentos ao estado das rodas do jipe-robô. As rachaduras e as avarias em sua superfície estão se acumulando aproximadamente com a velocidade que nós prevíamos. Tenho a certeza de que eles terão margem de resistência suficiente para nos levar aos cantos mais interessantes das encostas do Monte Sharp" – disse Steven Lee, um dos chefes da missão do Curiosity a Marte no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena (EUA).

    Lee revelou que no início de março o veículo deu início a uma das mais difíceis e perigosas escaladas de sua missão, em direção ao chamado platô Naukluft, através de um terreno muito íngreme e repleto de obstáculos e pedras pontudas, capazes de danificar a fina superfície de suas rodas.

    ​As primeiras avarias nas rodas do jipe-robô surgiram de forma bastante inesperada há cerca de três anos. Desde então, os engenheiros vêm adotando medidas especiais voltadas para poupar ao máximo a estrutura do veículo.

    O platô Naukluft – ponto mais alto já escalado pelo Curiosity na cratera Gale – oferece um grande interesse à missão pelo fato de conter algumas formações datadas do período "úmido" da existência de Marte. Cientistas acreditam que o próprio platô surgiu muito depois desse período, como resultado do desgaste de terrenos elevados, num momento em que o planeta já havia perdido suas reservas de água e parte de sua atmosfera.

    Essa teoria surgiu através da análise das recentes imagens panorâmicas obtidas pelo robô em Naukluft, em que é possível literalmente evidenciar as mudanças geológicas ocorridas em marte nos últimos 3 bilhões de anos. Estudando essas imagens e outros dados enviados pelo Curiosity, os cientistas pretendem descobrir como Marte evoluiu de um plante "gêmeo" da Terra para um deserto sem vida.

    Tags:
    jipe-robô, Curiosity, NASA, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar