03:27 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika

    Cruz Vermelha Brasileira participa de reunião internacional para combater avanço do zika

    © REUTERS / Paulo Whitaker
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Zika Vírus: Alerta global (77)
    211
    Nos siga no

    O combate ao Zika Vírus continua sendo uma das principais preocupações da Cruz Vermelha. Nesta quinta-feira, 18, uma teleconferência reuniu a Secretaria Geral, o Departamento Mundial de Saúde e a Diretoria Regional das Américas da Federação Internacional de Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, além de representantes de mais de 100 países.

    O Brasil foi representado pela presidente da Cruz Vermelha Brasileira, Rosely Sampaio, e sua equipe operacional de Educação e Saúde. Eliminar focos do mosquito Aedes aegypti, que também transmite dengue e chikungunya, é uma das ações que vão envolver voluntários brasileiros da instituição.

    Outras ações programadas são a manutenção das áreas livres do foco e a disseminação dos cuidados que devem ser adotados pela população, através de campanhas e distribuição de material educativo. Apoio psicossocial às famílias que cuidam de crianças com deficiências, seja de que causa for, também é uma meta, para ajudar no combate à discriminação que algumas famílias começam a sentir.

    Todas as ações e informações serão compartilhadas pelas 190 Sociedades Nacionais de Cruz Vermelha. O secretário-geral da Federação, Elhadj As Sy, ratificou que foi lançada uma campanha mundial para a arrecadação de 10 milhões de francos suíços (R$ 40,4 milhões), sendo que 2,4 (R$ 4 milhões) serão destinados no combate à propagação do vírus nas Américas. Diante deste chamamento internacional, a Cruz Vermelha colocou na sua página (www.cruzvermelha.org.br) um link para o site da federação onde brasileiros podem fazer doações específicas para a campanha, em moeda nacional. Representante da área de saúde da federação, Edwin Velasquéz está no Brasil, para acompanhar as ações que serão implementadas no país.

    A Cruz Vermelha Brasileira está presente em 21 estados e a maior parte das filiais estaduais já atua no combate ao zika vírus. Em menos de seis meses, é a segunda vez que a Federação Internacional atende a uma solicitação da Cruz Vermelha Brasileira. O trabalho de ajuda humanitária às pessoas afetadas pelas inundações no Rio Grande do Sul, em outubro, foi financiado pelo Fundo de Resposta a Desastres e Emergências (DREF) da Federação.

    Tema:
    Zika Vírus: Alerta global (77)

    Mais:

    OMS precisa de $56 milhões para lutar contra Zika
    ‘Temos que pesquisar mais para ter certeza de que a microcefalia é ligada ao zika vírus’
    Zika ou pyriproxifen: Cientista diz que não se pode descartar hipóteses sobre microcefalia
    OMS considera usar sistema russo para monitorar Zika nas Olimpíadas Rio-2016
    Tags:
    dengue, Chikungunya, zika, Aedes Aegypti, Cruz Vermelha, Edwin Velasquéz, Elhadj As Sy, Rosely Sampaio, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar