06:37 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    20583
    Nos siga no

    O novo satélite espacial russo Aist-2D, a ser lançado em breve a partir do Cosmódromo de Vostochny, será capaz de ver a partir do espaço o que está escondido debaixo das copas das árvores e sob a superfície da terra, de acordo com um comunicado do Centro de Relações Públicas da Universidade Estatal Aeroespacial de Samara, Rússia.

    "A bordo do Aist-2D, transportado em 22 de janeiro ao Cosmódromo de Vostochny, está instalado um equipamento de radar que permitirá aos cientistas observar a partir do espaço não apenas as superfícies visíveis, mas também aquilo que está sob a superfície", indica o comunicado.

    Segundo este, a observação será realizada por via de sondagem ativa da terra no novo diapasão P de frequência.

    Este radar foi desenvolvido na Universidade Nacional de Telecomunicações e Informática da região do Volga (UETIP), Rússia.

    Até o momento o radar Aist-2D dependia de centros de captura terrestres, mas, graças ao novo equipamento, os cientistas esperam desenvolver novas tecnologias para sensoriamento remoto da Terra no futuro e criar um equipamento que funcione independente da Terra e com uma melhor resolução.

    Satélite Aist 2-D
    © Foto / RKTs Progress
    Satélite Aist 2-D

    "O radar instalado a bordo, trabalhando em coordenação com equipamento em terra, permite observar o que se encontra sob a superfície da terra, escondido sob a copa das árvores ou outra vegetação, com uma resolução de até cinco metros", disse o especialista em Engenharia de Rádio e Comunicações da UETIP, Oleg Goriachkin.

    De acordo com o especialista, "a profundidade de sondagem abaixo da superfície da terra é consideravelmente mais elevada do que a dos radares atualmente em órbita, e depende da estrutura do solo e da humidade".

    "Seu alcance é de até dezenas de centímetros em solos comuns a dezenas de metros nos desertos. Não vamos encontrar tesouros enterrados no subsolo, mas poderemos ver o que se esconde sob a vegetação", disse o especialista.

    Possibilidades do radar instalado no Aist-2D

    O radar desenvolvido será capaz de criar várias imagens diárias de uma área com um diâmetro de até 20 quilômetros em torno das bases terrestres.

    Estas imagens podem monitorizar áreas agrícolas, criar mapas e observar as suas mudanças com uma precisão de até vários centímetros.

    Oleg Goriachkin destacou que por enquanto o radar instalado no Aist-2D não tem análogos.

    «A Agência Espacial Europeia pretende criar um radar monoestático de banda P com uma resolução de 30 metros, o BioSAR, apenas em 2020", disse especificado Goriachkin.

    No Aist-2D será instalado um conjunto de oito tipos de equipamentos científicos, seis dos quais foram desenvolvidos na Universidade Estadual Aeroespacial de Samara.

    Mais:

    'Nova economia espacial': Luxemburgo lança programa de mineração em asteroides
    Pronto para um passeio? Rússia lança projeto de robô espacial ambicioso
    Rússia prepara Federação espacial
    Rússia elabora motor espacial do futuro
    Tags:
    radar, tecnologia, espaço, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar