05:01 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    A pérola da Sibéria: fotos deslumbrantes do lago Baikal

    Rússia prepara-se para saciar a sede da China

    © Fotolia / amadeustx
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    35523

    Um projeto conjunto da república Buryátia (região autônoma russa na Sibéria) e a empresa chinesa Poço da Terra está sendo preparado para a realização.

    O projeto foi assinado no início do ano, agora a marca comercial correspondente é registrada em duas línguas — chinesa e inglesa (The Well of the Earth) — em 12 países.

    A Poço da Terra planeja extrair água do lago Baikal, o maior reservatório de água do mundo. são 23.000 quilômetros cúbicos de água. Ou seja: 80% das reservas de água russas e 20% das mundiais.

    O lago Baikal é considerado como a fonte de uma das águas mais limpas do mundo. E a água embotelhada da Poço da Terra se esforçará em ocupar e manter a sua posição no setor premium.

    Já a principal fonte de investimentos virá da China, cogitam os autores do projeto, que tem o valor total de 23 milhões de dólares (cerca de 87 milhões de reais). A estimativa é produzir 2 milhões de toneladas de água em garrafas por ano. Mas isso, desde 2020: em 2016, a potência será de 50 mil toneladas.

    Segundo Dmitry Petrov, que chefia a Asociação de Bebidas Não Alcoólicas da Rússia, investir no lago Baikal é ótimo, até porque o consumidor chinês tem mais confiança na ecologia russa. "Por isso os produtos alimentícios da Rússia, inclúsive a água potável, podem se posicionar lá como mercadorias da categoria premium e ter uma grande demanda. Tendo em conta a proximidade física, os custos da transportação de água de Baikal à China, pelo menos para as regiões do norte do país, não serão muito grandes".

    Localização do lago Baikal
    © Foto : Screenshot: Google Maps
    Localização do lago Baikal

    Até o final do ano corrente, está previsto que sejam resolvidos assuntos técnicos do futuro projeto, inclusive a projeção de uma via férrea para este objetivo.

    Tags:
    ecologia, água, Lago Baikal, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar