06:54 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Estação Espacial Internacional (EEI)

    Roscosmos aumenta tempo de viagem da próxima missão à EEI de seis horas para dois dias

    © NASA .
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    490

    A agência espacial da Rússia, Roscosmos, informou nesta quarta-feira, 26, através de um comunicado de imprensa, que por motivos de segurança a próxima viagem de sua tripulação até a Estação Espacial Internacional, a bordo da nave Soyuz-TMA-18M, terá uma duração de dois dias, no lugar das atuais seis horas.

    De acordo com a nota, esse esquema de viagem mais demorado era praticado pela agência em todas as missões à EEI até março de 2013, quando o mesmo foi encurtado para seis horas.

    “A nave espacial tripulada Soyuz-TMA-18M, cujo lançamento à EEI está programado para acontecer no cosmódromo de Baikonur em 2 de setembro de 2015, vai se aproximar da estação espacial internacional em um esquema de dois dias” – diz o comunicado.

    Segundo o chefe interino da Roscosmos, Aleksandr Ivanov, a medida foi adotada por questões de segurança. “A nossa decisão foi ditada pelo fato de ser mais segura e confiável. O acoplamento está previsto para 4 de setembro” – disse em comunicado.

    Em 26 de julho de 2015 a EEI teve sua órbita alterada após uma manobra de evasão de detritos espaciais, que culminou em mudanças significativas de balística, exigindo alterações no plano de manobrabilidade da estação.

    Dias antes, a EEI recebeu uma nova tripulação a bordo da nave espacial TMA-17M, que se aproximou da estação pelo esquema de seis horas de duração. Durante a manobra, depois de se separar do foguete de lançamento, a nave apresentou problemas técnicos, conseguindo acionar apenas um de seus dois painéis solares. Apesar disso, os engenheiros conseguiram realizar o acoplamento com sucesso.

    Já em março de 2014, o esquema de acoplamento da nave Soyuz-TMA-12M foi alterado de seis horas para dois dias de duração por conta de uma falha no sistema de orientação da nave.

    Programada para 2 de setembro, a missão da nave Soyuz-TMA-18M levará até a EEI uma tripulação internacional formada pelos cosmonautas Sergei Volkov, da Rússia, e Aydyn Aimbetov, do Cazaquistão, e pelo astronauta Andreas Mogensen, da Dinamarca.

    Mais:

    EUA continuam precisando da Rússia no espaço
    Rússia oferece seis meses na EEI para turistas espaciais
    Tags:
    missão espacial, Estação Espacial Internacional, Roscosmos, Alexander Ivanov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik