01:42 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 416
    Nos siga no

    Empresa de busca chinesa Baidu revelou seu mais recente avanço no desenvolvimento de inteligência artificial, alegando que seu supercomputador assumiu a liderança global no campo.

    O supercomputador Minwa foi designado com uma tarefa de pesquisa e classificação de um grande banco de dados de imagens, o que fez com uma taxa de 95,42% de precisão, relata o Baidu.

    Este resultado bate tanto o Google, que marcou um 95,2% como a Microsoft, que fez 95,06%.

    Todos os três sistemas têm, nos últimos meses, superado os humanos neste trabalho, que costumam ficar com uma taxa de precisão de 95% neste tipo de tarefa.

    "Estou muito animado com todos os progressos em visão computacional que toda a comunidade tem feito", disse o cientista chefe da Baidu Andrew Ng ao Wall Street Journal sobre os rápidos avanços nessa tecnologia. "Os computadores podem compreender imagens muito melhores e fazer tantas coisas que eles não poderiam fazer há apenas um ano atrás."

    O banco de dados ImageNet forneceu mais de 1 milhão de imagens para o Minwa peneirar e classificar em mais de 1.000 diferentes categorias pré-definidas como, por exemplo, a triagem de imagens de animais ou de alimentos por espécie ou tipo.

    Esta forma de inteligência artificial — "de aprendizagem profunda" ("deep learning") — está em alta nos círculos do Vale do Silício agora. O Google, por exemplo, adquiriu várias empresas de Inteligência Artificial, incluindo a DeepMind, uma empresa sediada no Reino Unido que tem, entre outras coisas, os sistemas criados para aprender a jogar diferentes tipos de games para computador.

    O sistema de reconhecimento de linguagem que o Google desenvolveu usando este tipo de aprendizagem profunda levou a grandes melhorias na capacidade de reconhecimento de voz do Android.

    De modo análogo, a Baidu está trabalhando em um maior supercomputador que irá processar 14 mil horas de Inglês e chinês em áudio, a fim de melhorar os sistemas de reconhecimento de voz. Se o gigante das buscas cumprir seu objetivo de construir um supercomputador que pode executar sete quatrilhões de cálculos por segundo, passará a figurar na lista dos 10 melhores e mais poderosos supercomputadores do mundo.

    Tags:
    busca, site, computador, Baidu, Microsoft, Google, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar