05:45 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Quão profundo ainda dá para cavar?

    Charges
    URL curta
    280
    Nos siga no

    A dívida estatal dos EUA superou pela primeira vez na história US$ 22 trilhões, de acordo com o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

    Quão profundo ainda dá para cavar?

    O número exato corresponde a US$ 22,012 trilhões. Segundo o departamento norte-americano, este indicador de fevereiro de 2019 cresceu mais de US$ 90 trilhões.

    Além disso, ao longo dos últimos onze meses, a dívida estatal dos EUA aumentou 1 US$ trilhão. 

    Segundo a edição USA Today, durante o mandado de Donald Trump este indicador tem crescido mais rápido como nunca devido, principalmente, à reforma tributária, que custou ao orçamento dos EUA cerca de 1,5 US$ trilhão, bem como devido aos gastos exorbitantes com a defesa.

    Mais:

    Dívida pública brasileira pode chegar a R$ 4,3 trilhões em 2019
    Dívida externa russa registra queda de 12% no último ano
    Tags:
    dívida, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar

    Mais charges

    • Aquele 'vizinho' que só quer o pior
      Last update: 13:15 18.09.2019
      13:15 18.09.2019

      Aquele 'vizinho' que só quer o pior

      Os EUA e aliados, dentre eles Brasil, concordaram com ativação do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR) devido à situação na Venezuela, anunciou o Departamento de Estado norte-americano.

    • Preparações especiais para negociar com Irã
      Last update: 13:03 16.09.2019
      13:03 16.09.2019

      Preparações especiais para negociar com Irã

      O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou não estar pronto para um encontro com o Irã sem condições preliminares.

    • Aterrissagem nem um pouco leve
      Last update: 11:11 13.09.2019
      11:11 13.09.2019

      Aterrissagem nem um pouco leve

      O risco mais sério para a economia global em curto prazo, comparado com a crise de 2008, é a saída do Reino Unido da União Europeia sem um tratado ratificado sobre as condições deste processo.

    • Use já o que ainda serve
      Last update: 12:35 09.09.2019
      12:35 09.09.2019

      Use já o que ainda serve

      Segundo o portal Defence News, que citou a Administração Nacional de Segurança Nuclear dos EUA (NNSA, sigla em inglês), o lançamento em produção das bombas norte-americanas B61-12 e ogivas termonucleares W88 ALT 370 será adiantado devido a falhas detectadas.