10:14 16 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Ex-presidente, de novo

    Charges
    URL curta
    1694

    O processo de impeachment em relação à presidente Dilma Rousseff se tornou real quando o Senado Federal votou a favor da decisão respectiva.

    O presidente Dilma Rousseff, afastada do poder

    O processo começou em 2 de dezembro de 2015, quando a oposição empurrou a iniciativa de impeachment na câmara baixa do Congresso Nacional. Em 12 de maio de 2016 a câmara alta aprovou o inicio do processo de impeachment contra Dilma Rousseff.

    No entanto, parece que a presidente não quer ser puxada para fora da política tão rápido.

    Tags:
    presidente interino, afastamento, presidente, impeachment, Congresso Nacional, Senado Federal, Parlamento, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais charges

    • Charge
      Last update: 13:13 14.01.2019
      13:13 14.01.2019

      EUA e seu 'cassetete' de sanções

      Os EUA tentam sair da Síria, mas suas tropas não a abandonam. Além disso, eles pretendem controlar a situação através de aliados na região e de sanções econômicas.

    • Amizade é bacana, só não vire concorrente
      Last update: 12:23 11.01.2019
      12:23 11.01.2019

      Amizade é bacana, só não vire concorrente

      Israel avisou a Croácia sobre a impossibilidade de cumprir o contrato sobre a venda de caças F-16 devido à postura dos EUA, informou o Ministério da Defesa croata.

    • Quando F-35 é culpado de novo
      Last update: 13:54 10.01.2019
      13:54 10.01.2019

      Quando F-35 é culpado de novo

      O secretário de Defesa interino dos EUA, Patrick Shanahan, criticou fortemente o programa da Lockheed Martin do caça de quinta geração F-35, segundo a edição Politico, que citou ex-oficiais de alto escalão dos Estados Unidos.

    • Aquela aliança que impede saída da Síria
      Last update: 12:35 10.01.2019
      12:35 10.01.2019

      Aquela aliança que impede saída da Síria

      O chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, afirmou que os EUA têm dificuldades de retirar suas forças da Síria por terem laços estreitos com as forças das Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas, consideradas grupo terrorista por Ancara.