10:09 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em outubro de 2021 (8)
    207
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde do Brasil não está emitindo o certificado de vacinação para quem tomou AstraZeneca e depois Pfizer.

    As pessoas que receberam a vacinação contra a COVID-19 com imunizantes diferentes, como as que, na falta da AstraZeneca, tiveram a segunda dose da Pfizer, não estão conseguindo obter o certificado de vacinação no ConecteSUS, aplicativo do Ministério da Saúde para comprovar a vacinação.

    Embora o protocolo federal preveja essa mistura de imunizantes, a pasta admite não fornecer o certificado para quem tomou vacinas diferentes. O governo não explica o motivo da decisão, segundo o jornal Estadão. 

    Em nota, a pasta informou que o certificado do ConecteSUS é fornecido para quem concluiu o esquema vacinal com duas doses ou dose única, ressaltando que "para quem concluiu o esquema vacinal com doses de vacinas diferentes não é permitida a emissão do certificado de vacinação" pelo aplicativo.

    Além de possibilitar viagens ao exterior, comprovar a vacinação tem se tornado rotina nas cidades brasileiras, que adotam modelos de passaporte sanitário distintos.

    Pelo menos 249 municípios criaram regras do tipo, recorrendo também ao certificado do ConecteSUS.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em outubro de 2021 (8)

    Mais:

    Brasil registra 2.398 mortes e 80.486 casos de COVID-19 em 24 horas
    Brasil ultrapassa 456 mil mortes por COVID-19, segundo boletim do CONASS
    Brasil chega à marca de 452 mil mortes por COVID-19, segundo CONASS
    Tags:
    vacina, vacinação, Brasil, passaporte, passaportes, certificado, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar