05:50 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    2511
    Nos siga no

    Segundo diplomatas, existe um movimento estratégico do governo em manter boas relações com a nova chefia do Estado judeu. Inclusive, antes da derrota de Netanyahu, contato entre Brasil e equipe de Bennett já teria acontecido.

    Após um dia histórico para Tel Aviv como o de ontem (13), no qual Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel por 12 anos foi derrotado e substituído por Naftali Bennett, as repercussões internacionais da nova gestão começaram a apontar tendências.

    Em relação ao Brasil, os desdobramentos dessa nova eleição já estão sob estratégia do governo federal, com diplomatas do Itamaraty declarando nesse domingo (13) que o presidente, Jair Bolsonaro, pretende entrar em contato nos próximos dias com Bennett, na tentativa de manter a aliança estratégica entre Brasil-Israel, de acordo com a CNN.

    A mídia relata que antes mesmo da posse do novo primeiro-ministro, assessores do presidente brasileiro já mantinham contato com integrantes da equipe de campanha de Bennett, e que há uma aposta em George Birnbaum, consultor político norte-americano, para ajudar nessa ponte entre os países.

    Birnbaum é conselheiro político de Bennett e também foi de Netanyahu quando o ajudou a se eleger pela primeira vez há 25 anos atrás, segundo o The Jerusalem Post. De acordo com a mídia, o conselheiro influenciou o novo primeiro-ministro a se posicionar de forma neutra e independente, o que ajudou na vitória de Bennett.

    "Eu sempre disse que você deve permanecer independente e manter suas opções em aberto. Você não pode negociar se mostrar suas cartas. [...] Ficar independente permitiu que Naftali negociasse a partir de uma posição de poder", disse Birnbaum em uma entrevista citada pela mídia.

    Após a derrota de Donald Trump nos Estados Unidos, Netanyahu se tornou uma das principais referências de Bolsonaro como um governo estrangeiro que apoia a sua gestão.

    O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, durante uma visita a uma sinagoga em Israel.
    © AP Photo / Menahem Kahana
    O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, durante uma visita a uma sinagoga em Israel.

    Sob esse contexto, nas palavras de diplomatas brasileiros, tornou-se tático que o presidente brasileiro se movimente neste momento para manter com Bennett uma aliança estratégica.

    Mais:

    Brasil se alia a EUA e Israel no Tribunal Penal Internacional, diz especialista
    Brasil e Israel assinam acordo de combate à corrupção e crime organizado
    Cidades-irmãs, Rio e Ra'anana podem potencializar relações entre Brasil e Israel, dizem analistas
    Tags:
    Benjamin Netanyahu, Naftali Bennett, diplomacia, Brasil, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar