02:45 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    142
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (17), dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), apontaram aumento de 45% no desmatamento em abril, em relação ao mesmo período do ano passado.

    No total, foram 778 km² de desmatamento na Amazônia no mês passado, o maior valor em dez anos. Em abril de 2020 foram 536 km² de destruição da floresta amazônica.

    Os estados com maior área desmatada foram Amazonas, Pará e Mato Grosso, onde 76% do desmatamento de abril deste ano foi registrado, conforme os dados do instituto.

    O Imazon realiza o monitoramento da área através do Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD), o que é feito via satélites.

    Área desmatada na Amazônia.
    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Área desmatada na Amazônia.

    O sistema é diferente do utilizado pelo governo federal, que usa o Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (DETER), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

    Apesar da diferença, o DETER também apontou recorde em abril, com 581 km² de área sob alerta de desmatamento, o pior resultado desde 2016.

    Mais:

    Mourão desmente números de ONG, e diz que houve redução no desmatamento na Amazônia
    Tecnologia atômica: entenda como o Amazonas passou a combater o tráfico de animais
    Biólogo diz que florestas não destinadas ficam vulneráveis à grilagem na Amazônia
    Tags:
    Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Imazon, Amazônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar