15:29 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    0 40
    Nos siga no

    O Instituto Butantan informou nesta quinta-feira (8) que deve receber até o dia 20 de abril a remessa de matéria-prima necessária para retomar a produção da vacina CoronaVac contra a COVID-19.

    O anúncio foi feito por Dimas Covas, diretor do instituto, através de um comunicado nas redes sociais.

    "Hoje temos uma excelente notícia, recebemos a autorização de exportação da matéria-prima da China para o Brasil. Essa matéria-prima está prevista para chegar até o dia 20 e com isso permitir ao Butantan que continue a produção de vacinas", afirmou.

    ​Em entrevista à Globonews nesta quarta-feira (7), Dimas Covas havia informado que o processo de envase do imunizante foi suspenso há dez dias. Mas, nesta quinta-feira (8), o diretor destacou que a produção da CoronaVac continua.

    "Não houve interrupção da produção de vacinas, estamos produzindo vacinas. Vamos entregar mais 3,2 milhões de doses até o dia 19 de abril. O Butantan trabalha sete dias por semana, quatro turnos por dia para permitir que os brasileiros sejam vacinados", completou.

    O Butantan deve receber um lote de três mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), suficientes para a produção de cinco milhões de doses da vacina, até o próximo dia 20. Uma segunda remessa, com mais três mil litros, está prevista para chegar até o final deste mês.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    Desenvolvedor da EpiVacCorona promete atualizar vacina russa para novas mutações em apenas 1 dia
    Para elevar poder naval, Marinha do Brasil cria 1º Esquadrão de drones
    Ciro Gomes move processo contra jornalistas, perde e terá de pagar R$ 13,1 mil
    Anvisa autoriza ensaio clínico da vacina da farmacêutica britânica GSK
    Tags:
    pandemia, novo coronavírus, imunizante, imunização, Vacina CoronaVac, vacinação, vacina, Instituto Butantan, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar