20:25 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    0 51
    Nos siga no

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta sexta-feira (2) que recebeu o pedido de uso emergencial de um medicamento contra a COVID-19.

    Em nota, a agência explicou que se trata de uma combinação dos medicamentos biológicos (casirivimabe e imdevimabe) da empresa Produtos Roche Químicos e Farmacêuticas S.A.

    "As primeiras 72 horas serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e verificar se os documentos necessários estão disponíveis. No dia de ontem [quinta-feira (1º)] foram entregues 3.626 páginas de dados e informações sobre o medicamento objeto da solicitação da AUE [Autorização Temporária de Uso Emergencial]. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode solicitar ao laboratório", informou a agência.

    O prazo de análise é de até 30 dias, sendo que não é contabilizado o tempo do processo em status de exigência técnica, quando o laboratório precisa responder questões técnicas feitas pela agência.

    ​Para fazer a avaliação, a Anvisa vai utilizar o relatório técnico emitido pela Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês), autoridade sanitária dos EUA, e informações apresentadas pela Roche na reunião de pré-submissão à Anvisa.

    "A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar que envolve especialistas das áreas de registro, monitoramento e inspeção. A Anvisa atua conforme os procedimentos científicos e regulatórios, que devem ser seguidos por aqueles que buscam a autorização de medicamentos para serem utilizadas na população brasileira", completou a agência.

    Também na quinta-feira (1º), a Anvisa recebeu pedidos de importação da vacina russa Sputnik V de nove estados brasileiros. Os pedidos foram feitos por Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco e Sergipe.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    Por que o Brasil, grande produtor de comida no mundo, caminha para entrar no Mapa da Fome? (VÍDEO)
    Como a intervenção de Bolsonaro no Banco do Brasil afeta a empresa?
    Advogados de Lula pedem que STF declare suspeição de Moro em outras 2 ações
    CIA mostra Brasil cúmplice dos EUA na derrubada de Allende: 'Foram grandes aliados', diz pesquisador
    Tags:
    pandemia, novo coronavírus, medicamento, medicação, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar