11:10 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    0 60
    Nos siga no

    O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, disse nesta quarta-feira (10) que a parceria do Brasil com a China é "bem-vinda".

    A declaração de Barra Torres foi dada após o diretor-presidente comparecer a uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

    "Eu acho que é o momento de lembrarmos sempre que o inimigo é um só, temos que nos unir contra esse inimigo", disse.

    Na terça-feira (9), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), enviou uma carta ao embaixador da China, Yang Wanming, na qual pede um "olhar solidário" e "amigo" do governo chinês para ajudar o Brasil a superar a pandemia do novo coronavírus. Lira pediu insumos e vacinas aos chineses "neste grave momento" da crise sanitária no Brasil.

    Barra Torres aprovou a atitude do parlamentar e classificou a ajuda chinesa como "bem-vinda". As informações foram publicadas pelo portal Metrópoles.

    "Eu entendo que no momento difícil que nós atravessamos, qualquer ajuda é bem-vinda, desde que, é claro, seja qualificada, seja adequada ao momento que nós passamos. Então, a iniciativa do presidente Arthur Lira é muito boa e esperamos que frutifique, que dê bons resultados", destacou o diretor-presidente.

    Antonio Barra Torres reforçou a importância da manutenção de medidas de proteção contra o novo coronavírus, incentivou que a população se vacine e afastou riscos de reações adversas causadas pelos imunizantes.

    "Não há nada de excepcional no surgimento de algum tipo de reação. O Brasil faz essa monitorização. Ninguém deve ter pé atrás em tomar a vacina. Todos nós estamos aqui porque tomamos vacina em alguma época. Refletir sobre usar ou não usar vacina me parece algo que não tem sentido", completou.

    Perguntado sobre a aprovação da vacina russa Sputnik V, o diretor-presidente disse que ainda falta a apresentação de "documentos sólidos e consubstanciados" para que a análise seja feita.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Bolsonaro: 'Lockdown não era para salvar vidas, era para dar tempo aos hospitais'
    CoronaVac é eficaz contra 3 variantes do coronavírus em circulação no Brasil, garante Doria
    Governadores propõem novo pacto de combate à COVID-19
    Rio pode barrar turistas: 'É hora de samba na praia? Acho que não', diz secretário
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, imunizante, imunização, vacinação, vacina, Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar