22:50 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    356
    Nos siga no

    O Brasil decidiu não aderir a uma declaração conjunta na Organização das Nações Unidas (ONU) para apoiar imigrantes em meio à pandemia da COVID-19.

    Conforme publicou o colunista Jamil Chade no portal UOL, nesta terça-feira (9), a iniciativa conjunta é "sem precedentes" e reúne 95 países. No início desta semana, o Brasil também decidiu não se juntar a mais de 60 países em uma ação pela defesa do direito das mulheres.

    A declaração foi posta no Conselho de Direitos Humanos da ONU e contou com o apoio de países como Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Além disso, diversos países latino-americanos também assinaram a declaração. São eles: Argentina, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, Haiti, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.

    Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, durante conferência de imprensa no Palácio do Itamaraty, Brasília, 2 de março de 2021
    © REUTERS / Adriano Machado
    Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, durante conferência de imprensa no Palácio do Itamaraty, Brasília, 2 de março de 2021

    A declaração cita o impacto negativo da pandemia sobre a questão da imigração levando em contra o fracasso anterior no trato de causas como desigualdade, exclusão social e privação. O texto ainda salienta que muitos imigrantes não têm acesso a serviços básicos de saúde e passam por situações de xenofobia e discriminação.

    "Vivemos em um momento que será lembrado daqui a 100 anos, e as decisões que tomarmos hoje moldarão nosso mundo amanhã. É por isso que devemos reconstruir melhor", diz o documento, conforme cita o UOL.

    O texto ainda ressalta que pandemia mostra a necessidade da cooperação internacional e cita o Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular, documento que a atual gestão do governo brasileiro também rejeita.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Perspectiva de Ernesto Araújo sobre China 'não reflete interesses do Brasil', diz especialista
    'Agenda 100% positiva': Ernesto Araújo tem 1ª conversa telefônica com secretário de Estado de Biden
    Na ONU, Ernesto Araújo fala em 'censura' nas redes sociais e luta contra 'tecnototalitarismo'
    Veto do Brasil à educação sexual em projeto da ONU reflete posição de Bolsonaro, diz psicólogo
    Tags:
    Conselho de Direitos Humanos da ONU, ONU, Itamaraty, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar