05:12 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    130
    Nos siga no

    Ao todo, o governo federal negocia a entrega de 99 milhões de doses até o fim do ano e tenta antecipar parte das doses que chegariam no segundo semestre.

    O Brasil deverá receber 14 milhões de doses de vacina da Pfizer contra a COVID-19 até junho. É o que garante o assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Soligo. Ele deu a declaração, conforme publicado pelo G1, após uma reunião virtual do presidente Jair Bolsonaro com representantes da farmacêutica.

    Soligo disse que, inicialmente, a negociação com a Pfizer daria direito a dois milhões de doses em maio e sete milhões em junho. Agora, segundo o assessor especial, o novo acordo prevê mais cinco milhões de doses a serem distribuídas nos dois meses.

    "O que o presidente da Pfizer garantiu ao presidente Bolsonaro hoje? A antecipação de cinco milhões do segundo semestre para maio e junho. Ou seja, entre as nove milhões que nós tínhamos previsto, se incorporarão mais cinco milhões de doses, passando para 14 milhões", disse o assessor especial do Ministério da Saúde.
     Vacinação de idosos contra COVID-19 no Rio de Janeiro, 5 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Vacinação de idosos contra COVID-19 no Rio de Janeiro, 5 de fevereiro de 2021

    A antecipação de cinco milhões de doses, de acordo com Soligo, pode sair do montante de dez milhões previsto para agosto.

    O governo informou que negocia um total de 99 milhões de doses com a Pfizer até o fim do ano.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Isolamento e vacina são receitas para a recuperação econômica do Brasil, diz especialista
    Sputnik V revela eficácia de 100% com 2 doses da vacina, revela estudo na Argentina
    Araújo defende parceria com Israel no desenvolvimento de 'vacinas e remédios' contra a COVID-19
    Tags:
    saúde, Ministério da Saúde, Pfizer, vacinação, vacina, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar