07:22 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil e COVID-19 em meados de fevereiro de 2021 (80)
    140
    Nos siga no

    O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou que, a partir desta quinta-feira (18), todo o estado vai ter um toque de recolher entre 22h e 5h, com exceção de profissionais de serviços essenciais, pelos próximos dez dias.

    Outra medida é a suspensão das aulas presenciais em escolas e universidades públicas e privadas. Todos os espaços públicos fecharão às 17 horas.

    "Quero fazer um apelo para que as pessoas se conscientizem para importância de atender as recomendações das autoridades sanitárias. Precisamos diminuir a circulação de pessoas no Ceará e ainda assim não atingir fortemente a economia", afirmou Santana.

    O novo decreto de isolamento social estende algumas restrições definidas para o período de Carnaval, incluindo barreiras sanitárias nos municípios cearenses, com controle do transporte intermunicipal, e horário reduzido de atividades econômicas que não oferecem serviços considerados essenciais. As informações foram publicadas pelo jornal O Povo.

    ​Todo o funcionalismo público não essencial trabalhará de forma remota, e o governo do estado também recomenda que o setor privado faça o mesmo.

    Cinco hospitais de Fortaleza estão com 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes com COVID-19. A média geral de ocupação dos leitos de UTI da cidade é de 89,56%.

    Tema:
    Brasil e COVID-19 em meados de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Anticorpos da COVID-19 protegem de reinfecção por pelo menos 9 meses, diz estudo sueco
    Reino Unido vai infectar voluntários saudáveis ​​com COVID-19 em ensaio clínico pioneiro no mundo
    COVID-19: herança neandertal em cromossomo diminui necessidade de terapia intensiva, diz estudo
    Cientistas explicam causa de dores estranhas no corpo causadas por COVID-19 (FOTO)
    Cientistas investigam se COVID-19 pode contribuir para surgimento de diabete
    Tags:
    pandemia, hospital, novo coronavírus, toque de recolher, lockdown, Fortaleza, Ceará, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar