03:56 25 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1310
    Nos siga no

    A advogada Renata Bebianno, viúva do ex-ministro Gustavo Bebianno, disse em depoimento para a Polícia Federal e ao Ministério Público que destruiu o último celular do marido, um modelo iPhone X.

    Renata foi ouvida no início de dezembro na investigação que apura a existência de um suposto esquema de disparos de WhatsApp na campanha eleitoral de 2018. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo neste domingo (27).

    Ao ser questionada se fez pesquisas no telefone do ex-ministro, Renata disse que não. Segundo o jornal, as respostas não convenceram os investigadores.

    O então presidenciável Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno durante evento da campanha em 2018.
    © AP Photo / Leo Correa
    O então presidenciável Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno durante evento da campanha em 2018.

    O ex-ministro de Jair Bolsonaro, Gustavo Bebianno, morreu no dia 14 de março após sofrer um infarto, segundo a certidão de óbito.

    Renata contou aos investigadores que seu marido vinha se queixando de fraqueza nos dias que antecederam a morte.

    Gustavo Bebianno foi um dos principais coordenadores da campanha do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. Os dois possuíam uma relação de confiança desde 2017, quando o ex-ministro se aproximou de Bolsonaro e se ofereceu para atuar em processos judiciais do então deputado federal de graça.

    Mais:

    Quais são os cenários para o 'casamento' de Bolsonaro com o Centrão?
    Navegação aérea: Bolsonaro cria sua 1ª estatal, a NAV Brasil
    Bolsonaro sanciona sem vetos lei que regulamenta repasses do Fundeb a partir de 2021
    'Não dou bola para isso', diz Bolsonaro sobre Brasil ainda não ter vacinação contra COVID-19
    Tags:
    Polícia Federal - PF, investigação, Jair Bolsonaro, ministros, ministro, morte, Gustavo Bebianno, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar