17:43 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)
    0 30
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (16), o Brasil registrou 965 mortes por COVID-19, chegando a um total de 183.819 óbitos. Dados de São Paulo e Amapá ainda não foram contabilizados.

    Conforme dados do consórcio de veículos de imprensa, com informações das secretarias estaduais de Saúde, a média móvel de mortes no Brasil chegou a 684 óbitos diários, um aumento de 26% em relação às últimas duas semanas. Há uma tendência de alta na média de mortes. Esse foi o segundo dia consecutivo com mais de 900 mortes.

    Já em relação aos casos, nesta quarta-feira (16) foram registrados mais 68.123. Esse foi o segundo dia com mais casos identificados desde o início da pandemia no Brasil. Com isso, o número de casos confirmados no país foi a 7.042.381, sendo que a média móvel diária de infectados subiu 10% em relação aos últimos 14 dias, chegando a 44.609 diagnósticos diários de COVID-19. Essa situação aponta uma tendência de estabilidade na média de casos.

    Apesar do alto número de casos e mortes registradas em relação aos últimos meses, os números desta quarta-feira (16) não contam com os dados do estado de São Paulo, que teve problemas para processar as informações junto ao sistema do Ministério da Saúde. São Paulo é o estado com o maior registro acumulado de mortes e casos no país. O estado do Amapá também não divulgou o balanço.

    Família visita túmulo de ente querido falecido em decorrência da COVID-19, no cemitério da Penitência, no Rio de Janeiro, Brasil, 20 de setembro de 2020
    © AP Photo / Silvia Izquierdo
    Família visita túmulo de ente querido falecido em decorrência da COVID-19, no cemitério da Penitência, no Rio de Janeiro, Brasil, 20 de setembro de 2020

    A média de mortes está em alta em 17 unidades federativas: Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Acre, Pará, Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

    Já os estados em estabilidade são Santa Catarina, Goiás, Roraima, Rondônia, Tocantins e Piauí. Apenas Amazonas e Maranhão mostraram tendência de queda na média de óbitos.

    Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o Brasil é o segundo país com mais mortes em números absolutos, atrás apenas dos Estados Unidos, que acumulam quase 17 milhões de casos de COVID-19 e mais de 307 mil mortes causadas pela doença. No Brasil, porém, ainda não há vacinas disponíveis contra o vírus, enquanto os EUA já começaram a vacinação.

    Tema:
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)

    Mais:

    Última cidade livre do coronavírus no Brasil notifica 2 casos de COVID-19
    Infectologista diz que é 'temerário' estabelecer datas da vacinação contra a COVID-19 no Brasil
    Ministro Paulo Guedes defende vacinação contra COVID-19 para retomar crescimento do Brasil
    Tags:
    Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar