10:54 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)
    0 40
    Nos siga no

    Em novo balanço divulgado por consórcio de veículos de imprensa nesta terça-feira (15), o Brasil registrou 915 mortes pela COVID-19 nas últimas 24 horas.

    O valor representa o número mais alto desde 16 de setembro, quando foram registradas 967 mortes em 24 horas. O total de óbitos é de 182.854.

    Com os novos dados, citados pelo G1, o país chega a uma média móvel dos últimos sete dias de 667 mortes, registrando o valor mais alto desde 2 de outubro, quando a média foi de 675. A variação da média móvel cresceu 25% em comparação à média de 14 dias atrás.

    O estado de São Paulo, que apresenta os maiores números absolutos do país, superou a marca de 15 mil óbitos e chegou a 450.268 casos confirmados do novo coronavírus.

    ​A prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira (15) que o Réveillon oficial da cidade está cancelado por conta do atual cenário da pandemia da COVID-19.

    Também nesta terça-feira (15), o governo brasileiro informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a imunização contra a COVID-19 começará cinco dias após a Anvisa dar aval ao uso de uma vacina no país.

    Tema:
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)

    Mais:

    Brasil soma pelo menos 181.945 óbitos causados pela COVID-19, indica balanço
    Qual é a probabilidade de ser reinternado após se recuperar da COVID-19?
    Você sabia? Cientistas revelam onde é mais fácil contrair COVID-19
    Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos dão início à vacinação contra a COVID-19
    Sem auxílio emergencial, Brasil começará 2021 pior do que termina 2020, diz economista
    Tags:
    infectados, doença, Anvisa, vacina, pandemia, novo coronavírus, COVID-19, mortes, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar