05:01 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)
    252
    Nos siga no

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu uma denúncia sobre uma empresa de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, que estaria vendendo um placebo da vacina em desenvolvimento pela Universidade de Oxford e a companhia farmacêutica AstraZeneca.

    De acordo com a agência, a denúncia foi recebida no último dia 25 e já foi encaminhada à Polícia Federal.

    "Anvisa recebeu a denúncia sobre a suposta comercialização irregular da vacina contra a COVID-19 por meio de seus canais oficiais, indicando que estaria sendo disponibilizada por uma empresa localizada em Niterói/RJ a vacina de Oxford contra a COVID-19", disse a Anvisa, citada pelo jornal O Globo.

    Ainda segundo o jornal, a AstraZeneca confirmou estar ciente do ocorrido e disse estar trabalhando com as autoridades para apurar os detalhes do caso. 

    ​Até o momento, não há nenhuma vacina contra a COVID-19 autorizada pela Anvisa sendo comercializada no Brasil. A da AstraZeneca, que chegou a passar por uma interrupção nos testes no início do mês passado após sintomas não explicados apresentados por um dos voluntários, deverá ser produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e distribuída pelo Ministério da Saúde caso seja aprovada ao final dos ensaios clínicos em andamento.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)

    Mais:

    Mais de 12 mil russos já receberam vacina Sputnik V contra COVID-19
    Johnson & Johnson suspende testes de vacina após paciente ficar doente
    Facebook proibirá anúncios que desmotivem as pessoas a se vacinar
    Tags:
    Anvisa, novo coronavírus, vírus, doença, pandemia, COVID-19, Brasil, Rio de Janeiro, Niterói, Universidade de Oxford, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar