09:03 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Por
    112812
    Nos siga no

    Já são mais de 40 mil tweets com "Fora Bolsonaro", e o primeiro grito foi dado no domingo (20) por jogadora de vôlei de praia após ter ganhado medalha de bronze.

    O "Fora Bolsonaro" voltou. No último domingo (20), a jogadora Carol Solberg pediu a saída do presidente do Brasil em transmissão ao vivo após ter recebido medalha de bronze na primeira etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia.

    Confira o grito da medalhista.

    ​O ex-candidato à Presidência do Brasil, Ciro Gomes, entrou na onda.

    ​Há quem acredite que atletas patrocinados pelo governo deviriam "perder patrocínio" por gritar "Fora Bolsonaro".

    ​A exaltação da jogadora de vôlei de praia foi repudiada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), que declarou: "O ato praticado neste domingo (20.09) pela atleta Carol Solberg durante a entrevista ocorrida ao fim da disputa de 3º e 4º lugar da primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia – Temporada 2020/2021, em nada condiz com a atitude ética que os atletas devem sempre zelar."

    A jogadora só deu o primeiro grito, e internautas estão o ecoando.

    ​Para bolsonaristas, "Fora Bolsonaro" é igual a "Fora Democracia".

    ​"Uma boa sacada."

    ​Para bolsonarista, quem pede a saída do presidente não passa de desesperado.

    ​A atleta levou bronze na quadra, e ouro no Twitter.

    ​Em contra-ataque, bolsonaristas lançaram hashtag #foracarolsolberg, que já está com mais de 30 mil tweets.

    ​Estão tentando diminuir a medalha de bronze de Carol Solberg.

    Mais:

    Maia 'não vê espaço' para debater impeachment de Bolsonaro, alvo de 48 pedidos na Câmara
    'Irresponsável': oposição apresenta novo pedido de impeachment contra Bolsonaro
    Ciro Gomes pede renúncia de Bolsonaro por política 'genocida' contra COVID-19
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Carol Solberg, vôlei de praia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar