19:14 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    215
    Nos siga no

    A reforma tributária proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes pode encarecer o ensino superior privado no Brasil.

    A informação foi publicada neste sábado (15) pela jornalista Mônica Bergamo no jornal Folha de São Paulo e aponta que a reforma pode gerar um encarecimento de 6% a 10,5% nas mensalidades de escolas e instituições privadas de ensino superior.

    O dado é de um estudo ainda não publicado realizado pelo Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular e aponta ainda que as mudanças da proposta de Guedes têm maior impacto sobre as famílias com renda familiar per capita de até R$ 3.145,00 – cerca de 10 milhões de famílias brasileiras.

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala durante seminário sobre a MP da Liberdade Econômica, no STJ, em Brasília, em 12 de agosto de 2019.
    © Folhapress / Pedro Ladeira/Folhapress
    O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala durante seminário sobre a MP da Liberdade Econômica, no STJ, em Brasília, em 12 de agosto de 2019.

    A reforma tributária proposta pelo ministro Paulo Guedes, em tramitação no Congresso Nacional, unifica tributos como o PIS e o Cofins, criando a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) com alíquota de 12%.

    O estudo completo realizado pelo Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular será publicado pela organização na segunda-feira (17).

    Mais:

    COVID-19 e Centrão enfraquecem e já mostram a saída do governo para Guedes, avalia especialista
    Especialistas divergem: Reforma Tributária pode ser aprovada em 2020?
    Brasil: 'imposto verde' é cogitado pelo governo para taxar empresas poluentes
    Tags:
    Brasil, Ministério da Economia do Brasil, Paulo Guedes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar